Flamengo admite uso de poliuretano em alojamento, mas que não é propagador de incêndio

Clube disse que se reuniu neste domingo com representes da empresa NHJ, que faz a locação dos alojamentos modulares. Eles alegam que o poliuretano usado entre as chapas metálicas não é propagador de incêndios, por ter característica auto-extinguível

Por O Dia

Vista aérea do dormitório do Centro de Treinamento do Ninho do Urubu: destruição e morte
Vista aérea do dormitório do Centro de Treinamento do Ninho do Urubu: destruição e morte -

Rio - O Flamengo admitiu que é usado poliuretano entre as chapas metálicas do alojamento onde estavam os atletas mortos no Ninho do Urubu, na última sexta-feira. Entretanto, com base em informações da empresa NHJ, que detém contrato de locação dos módulos e com a qual se reuniu com representantes neste domingo, disse que o material não é propagador de incêndios, por ter "característica auto-extinguível".

Peritos que trabalharam no Centro de Treinamento do Flamengo investigam se a estrutura dos contêineres que pegaram fogo tinha a presença de poliuretano, o mesmo material altamente inflamável que serviu de combustível no incêndio da Boate Kiss, em 2013. O desastre no CT do clube rubro-negro matou dez jogadores e deixou três feridos, um deles em estado grave. A informação foi divulgada pelo Jornal Nacional, da Rede Globo.

"Cabe informar que o Flamengo detém contrato vigente de locação dos alojamentos modulares (módulos habitacionais) com a empresa NHJ do Brasil, que é reconhecida como pioneira e uma das líderes do mercado. A referida empresa detém todas as certificações exigidas pela legislação brasileira, em especial a ISO 9001. Os módulos habitacionais utilizados pelo Clube atendem a todas as exigências das normas NR-18 e NR-24", diz o Flamengo em nota.

Sobre os ar-condicionados, o clube falou que a empresa Coldman Refrigeração LTDA. – ME realizou no último dia 5 de fevereiro a manutenção preventiva de rotina nos seis aparelhos instalados no alojamento modular utilizado pelos atletas das categorias de base. A Coldman ten contrato com o Flamengo desde 1º de agosto de 2013 e o prazo é até 31 de agosto de 2019.

Assistência às famílias

O Flamengo voltou a reforçar que, "independentemente de qualquer investigação", vem prestando todo o amparo às famílias dos atletas vitimados no incêndio no CT Ninho do Urubu, assim como aos feridos e sobreviventes. O salário pago aos jovens mortos também serão mantidos para os familires.

"Neste momento, o Clube, de pleno, assume o compromisso de manter a remuneração paga aos atletas vítimas do incêndio, sem qualquer prejuízo de outras ações adicionais de apoio que estão sendo implementadas", falou.

"Estamos empenhados, prioritariamente, em amparar as famílias de forma material, moral e psicológica. Para além das questões legais está, obviamente, o bem-estar de todos. O Clube de Regatas do Flamengo não chegou a patamar de destaque no esporte mundial voltando as costas para seus atletas ou eximindo-se de responsabilidades. E a Nação Rubro-Negra reconhece isso", conclui o texto.  

Comentários