Paisagista agredida na Barra tem alta: 'Ela está com descolamento de retina', avisa médico

Elaine Caparroz ficou internada por sete dias, após ser espancada pelo estudante de direito Vinicius Serra

Por LUIZ PORTILHO

Elaine deixou o hospital na manhã desta sexta
Elaine deixou o hospital na manhã desta sexta -

Rio - A paisagista Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, recebeu alta do Hospital Casa de Portugal, no Rio Comprido, Região Central do Rio, na manhã desta sexta-feira. Ela estava internada desde o fim de semana passado, quando foi agredida dentro do próprio apartamento, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, pelo estudante de direito Vinicius Batista Serra, de 27 anos. Elaine foi espancada durante quatro horas.

"Ela foi avaliada por uma equipe de vários especialistas e foi constatado que há um descolamento de retina no olho esquerdo, além da perda de dente", conta o coordenador da clínica médica da Casa de Portugal, Dr. Hélio Primo. "Ela deu entrada no hospital com um quadro crítico de trauma grave, foi tratada no CTI e, depois, no quarto. No início, ela teve uma dificuldade no rim, mas isso foi corrigido".

A paisagista não falou com a imprensa - Estefan Radovicz / Agência O

O médico disse que por causa do descolamento e de um glaucoma "automático", Elaine pode ter a visão um pouco prejudicada momentaneamente.

"Ela vai ter que acompanhar essa retina durante um tempo. E isso demora de três a quatro meses. Mas isso se recuperará totalmente. Por enquanto, ela ficará com a visão embaçada e só não abre o olho por causa do edema que tem na região, mas vai abrir", explica o Dr. Hélio.

Elaine foi espancada por mais de quatro horas - Arquivo Pessoal

Fraturas alinhadas

De acordo com o médico, Elaine teve muitas fraturas no rosto, mas todas estão alinhadas. Por isso, não há necessidade de uma cirurgia reparadora. Ele diz que a paisagista está com vários hematomas, principalmente no rosto, nos braços e no tórax, regiões alvo do agressor.

"Por enquanto, não há necessidade de cirurgia para a reconstrução da face, pois as fraturas estão todas alinhadas. O alinhamento pela plástica terá de haver em algum momento", o médico avisa, reforçando que a recuperação total de Elaine vai durar de três a seis meses.

Vinicius Batista Serra foi preso depois de agredir à paisagista - Arquivo Pessoal

O Dr. Hélio avisa também que a recuperação da paisagista será dividida em duas etapas: uma de diminuição dos edemas e outra de avaliação do que será feito. Ela terá que voltar ao hospital em duas semanas para uma primeira avaliação.

A paisagista ainda é aguardada na 16ª DP (Barra da Tijuca), que investiga o caso, para um depoimento. O agressor foi capturado momentos depois do espancamento e, desde terça, está no Hospital Psiquiátrico Robertos Medeiros, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, para exames de sanidade mental.

O estudante mordeu um dos braços da paisagista - Arquivo Pessoal
Elaine ficou com vários hematomas pelo corpo - Arquivo Pessoal

Galeria de Fotos

Elaine deixou o hospital na manhã desta sexta Estefan Radovicz / Agência
A paisagista não falou com a imprensa Estefan Radovicz / Agência O
Elaine foi espancada por mais de quatro horas Arquivo Pessoal
Vinicius Batista Serra foi preso depois de agredir à paisagista Arquivo Pessoal
Elaine ficou com vários hematomas pelo corpo Arquivo Pessoal
O estudante mordeu um dos braços da paisagista Arquivo Pessoal

Comentários