Traficante baleado é preso em hospital pela Delegacia de Homicídios de Niterói

Jurandir Silva Santos, o Parazinho, deu entrada no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, com nome falso. Ferimento teria sido provocado por guerra entre traficantes no Morro do Dezoito, em Água Santa

Por MARIA INEZ MAGALHÃES

Jurandir Silva Santos, o Parazinho, foi preso baleado no Hospital Municipal Albert Schweitzer
Jurandir Silva Santos, o Parazinho, foi preso baleado no Hospital Municipal Albert Schweitzer -

Policiais da Delegacia de Homicídios de Niteró, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) prenderam na noite desta segunda-feira, Jurandir Silva Santos, o Parazinho, de 46 anos. Ele foi encontrado baleado no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde entrou com nome falso. Ferimento teria sido provocado por guerra entre traficantes no Morro do Dezoito, em Água Santa.

Parazinho participou da invasão à favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio, em 2017, quando a comunidade viveu uma guerra entre bandos de criminosos rivais liderados por Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, e Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha.

Contra ele, havia dois mandados de prisão preventiva e um de prisão temporária. O bandido responde por tráfico de drogas, associação para o tráfico, roubo, porte de arma de uso restrito, associação criminosa, entre outros.

A ação foi coordenada pelos delegados Barba Lomba, titular da DHNSGI, e Phelipe Cyrne.

O Portal dos Procurados oferecia recompensa de R$ 1 mil reais por informações que levassem à prisão de Parazinho.

 

 

 

Comentários