SMTR cassa mais de 2 mil permissões de transportes com vistoria vencida

Entre eles estão táxis, cabritinhos, van e fretamento

Por O Dia

Vistoria
Vistoria -
 Rio - A Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro, cassou  nesta sexta-feira, mais de duas mil permissões de táxi, cabritinho, van e fretamento por falta de vistoria e vida útil vencida.
A ação é resultado de um levantamento com o objetivo de verificar se os veículos que realizam transporte remunerado de passageiros estão com o cadastro em dia, cumprindo o previsto no Código Disciplinar dos modais. A pesquisa levou em consideração a situação dos veículos até o fim de maio.
Veículos que realizam transporte remunerado de passageiros - Secretaria Municipal de Transportes


Foram cassadas 302 permissões de táxi, que estavam há mais de dois anos sem passar pela vistoria. No caso das permissões cassadas de táxi, novas vagas poderão ser abertas para que auxiliares, que aguardam há anos na fila, obtenham a autonomia.  
Também foram cassadas permissões de 181 de cabritinhos (Sistema de Transporte Público Comunitário - STPC); 481 permissões de vans (do sistema de Transporte Especial Complementar - TEC); e 1.042 permissões de veículos de fretamento.
As últimas permissões foram cassadas por vida útil vencida, considerando dez anos para os cabritinhos e para as vans, e sete anos para os veículos de fretamento. A situação dos veículos continuará sendo acompanhada de perto pela secretaria através de novos levantamentos.
Modais receberam mais de 4 mil multas somente este ano

A SMTR aplicou 4.725 multas a veículos dos quatro modais em questão somente este ano, considerando o período de janeiro até 05 de junho. Os taxistas receberam 2.854 autuações; os veículos do Transporte Especial Complementar (TEC) foram multados 949 vezes; os veículos de fretamento alcançaram o número de 862 multas; e os cabritinhos (SPTC) registraram 60 autuações no período.

Galeria de Fotos

Vistoria Secretaria Municipal de Transportes
Veículos que realizam transporte remunerado de passageiros Secretaria Municipal de Transportes

Comentários