Marido da deputada Flordelis é executado dentro de casa em Niterói

Segundo informações, o pastor Anderson Carmo foi executado com pelo menos 15 tiros após casal chegar na residência em Pendotiba. Flordelis foi a deputada federal mais votada no estado e marido planejava lançá-la como candidata a prefeita de São Gonçalo

Por RAFAEL NASCIMENTO

Pastor Anderson Carmo, marido da deputada Flordelis, foi executado em casa em Niterói
Pastor Anderson Carmo, marido da deputada Flordelis, foi executado em casa em Niterói -
Rio - O marido da deputada federal Flordelis dos Santos Souza (PSD) foi assassinado a tiros dentro de casa, na madrugada deste domingo, em Pendotiba, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. Segundo informações, o pastor Anderson do Carmo de Souza, de 42 anos, foi executado com pelo menos 15 tiros minutos depois de chegarem na residência.

Segundo fontes da Polícia Civil, a parlamentar estava ao lado do marido no momento da execução. Ele chegou a ser socorrido pelos familiares para o Hospital Niterói D'Or, no bairro Santa Rosa, mas não resistiu aos ferimentos e já deu entrada morto na unidade particular. A deputada está em casa em choque, a base de remédios.

Galeria de Fotos

Anderson do Carmo e Flordelis Reprodução
Anderson do Carmo e Flordelis Reprodução
Anderson do Carmo e Flordelis Reprodução
Anderson do Carmo e Flordelis Reprodução
Os familiares falaram à polícia que eles voltavam de uma confraternização no bairro São Francisco a deputada teve a sensação de estar sendo seguida por duas motos. Quando já estavam em casa, o marido foi até a garagem buscar algo que havia esquecido no carro. Neste momento, ele foi executado pelos criminosos, que usavam touca ninja. O veículo da família, um Honda Accord LX, também foi atingido pelos disparos e o cachorro da da família foi dopado pelos atiradores. 
Ao DIA, um amigo da família contou que Anderson e Flordelis haviam acabado de chegar de uma confraternização em São Francisco, também na Região Oceânica, quando três criminosos invadiram a casa. "O Daniel (um dos filhos) disse que ouviu os primeiros quatro primeiros tiros e logo em seguida a rajada", lembrou o homem, que acrescenta que o crime aconteceu por volta de 3h30.
"(Os tiros) foram fortes. Moro na primeira casa e estava dormindo. Acordei, pouco depois das 3h30, com uma rajada e logo em seguida mais de 10 tiros. Em seguida, começamos a escutar uma gritaria. Não sei exatamente o que aconteceu. Só escutei a sequência de tiros", lembra o geólogo Cláudio Reis, vizinho da casa da parlamentar. "Aqui é muito tranquilo e o silêncio da madrugada foi interrompido com essa rajada. Eu tinha e não tenho relações de proximidade com eles, só nós víamos quando encontrávamos na rua. Ficamos assustado com o que aconteceu", completou Reis.
A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) foi até a casa e realizou a perícia. O caso será investigado pela especializada. O delegado Antônio Ricardo Nunes, diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), afirmou ao DIA que equipes do Grupo Especial de Local de Crime (Gelc) estão nas ruas buscando imagens e testemunhas. 
Deputada Federal e filhos prestam depoimento
Na manhã deste domingo três filhos do pastor prestaram depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI). Entre eles, Daniel, o que socorreu o pai para o hospital ainda com vida. Na sede da especializada, parentes e amigos da igreja acompanhavam os depoimentos, chocados com o crime. Já por volta de 13h20, a Flordelis deixou sua casa em direção a DHNSGI. Ela é a principal testemunha do assassinato do esposo.
Marido planejava lançar Flordelis à prefeita de São Gonçalo
A parlamentar — ligada ao senador Arolde de Oliveira, do Partido Social Democrático (PSD) — foi a quinta deputada federal mais votada no estado do Rio de Janeiro e Anderson era o seu articulador político. Segundo pessoas ligadas à Flordelis, Anderson planejava lançá-la como candidata a prefeita de São Gonçalo, em 2020.
'Livramento' em 2018

Em março de 2018, a parlamentar e o marido foram alvos de bandidos. À época, Anderson disse que "teve um livramento" na tentativa frustrada de assalto. Ainda segundo o pastor, "mesmo com tanta violência, eles não deixariam de acreditar na restauração das pessoas".
A história de Flordelis virou filme, contada em "Flordelis - Basta uma palavra para mudar". A Comunidade Evangélica Ministério Flordelis foi fundada em 1999, no Bairro do Rocha, Zona Norte do Rio, perto do Jacarezinho, onde a deputada evangelizava. Em abril de 1994, eles se casaram.
Pais de 55 filhos, o casal se conheceu em dezembro de 1991, durante um trabalho de evangelismo feito pela cantora. Anderson era o presidente da igreja Ministério Flordelis - Cidade do Fogo, no Galo Branco, em São Gonçalo.
Na igreja de São Gonçalo, a ordem é não falar nada. Nesta manhã deste domingo, o culto das 9h foi cancelado e os fiéis fizeram apenas uma oração. "Não sabemos de nada ainda. O que for falado agora é especulação. Não vamos falar nada à imprensa", disse um funcionário da igreja que não quis se identificar.
Em nota a família Flordelis lamentou "com dor, o falecimento repentino do Pastor Anderson, um servo de Jesus Cristo". "A deputada Flordelis, muito abalada ainda não tem como se pronunciar. Neste momento apertamos as mãos com Deus, e imploramos o conforto Dele. O pastor Anderson estava cumprindo um ministério maravilhoso de redenção de almas, numa luta diária para evitar que o ódio continua a ceifar vidas por falta de Deus no coração dos seres humanos", diz o texto.
 

Comentários