Duas crianças e um homem são baleados em assalto com três mortos na Baixada

Vítimas foram atingidas por bala perdida após tentativa de assalto ao centro de distribuição de mercado em Caxias

Por LUIZ PORTILHO e RAI AQUINO

A irmã de Maurício mostra o colete que ele usava quando foi baleado
A irmã de Maurício mostra o colete que ele usava quando foi baleado -
Rio - Duas crianças e um adulto foram vítimas de bala perdida, na manhã desta terça-feira, após uma tentativa de assalto ao centro de distribuição de um mercado, que fica na Rodovia Washington Luís (BR-040), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Outras três pessoas morreram.
Cristiano Ronaldo Ferreira de Souza, de 6 anos, foi atingido na mão direita, Letícia Tamires Gazolla Ferreira, 9, no braço direito e no tórax, e Mauricio de Oliveira Silva, 23, no abdômen. Eles foram socorridos no Hospital Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo (HMMRC).
De acordo com a Prefeitura de Caxias, as crianças, que são primos, passaram pelo centro cirúrgico do HMMRC, foram estabilizadas e transferidas para o Hospital Adão Pereira Nunes (Saracuruna) para receberam cuidados especializados em ortopedia. Já Maurício foi operado e seu estado de saúde é estável.
No Hospital de Saracuruna, Tamires passava por uma segunda cirurgia no início da tarde de hoje. Segundo a Secretaria estadual de Saúde, o estado de saúde dela é grave. Já Cristiano está bem, apesar de ter perdido o dedo mindinho da mão direita. Equipes da unidade de saúde, referência em implantes, estão aliando o reimplante do dedo.
Familiares das crianças esperam por informações no Hospital Saracuruna - Luciano Belford / Agência O Dia

O ASSALTO
De acordo com a Polícia Militar, por volta das 7h30, agentes do 15º BPM (Duque de Caxias) foram avisados do roubo no centro de distribuição. Ao chegarem no local, os PMs conseguiram abordar um caminhão com produtos roubados e prender dois bandidos.
Momentos depois, ainda no Parque Beira Mar, os policiais foram atacados por criminosos e houve confronto, momento em que as vítimas de bala perdida foram atingidas. Os agentes apreenderam três pistolas e dois radiotransmissores na segunda ação.
As crianças são moradoras do Parque das Missões e estavam a caminho da Escola municipal Aline Gonçalves. De acordo com familiares, elas andam todo dia 20 minutos para a unidade de educação, já que não há vagas nas escolas próximas das casas delas.
Vítimas foram levadas primeiramente ao Hospital Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo - Luciano Belford / Agência O Dia
VENDEDOR DE CAFÉ
No Hospital Moacyr do Carmo, a irmã de Maurício, a manicure Alessandra Silva Lucio, 30, disse que o irmão vende café ao longo da BR-040. "Ele acorda todo dia às 4 da manhã. Naquela hora, o café tinha acabado e ele voltou para a comunidade para repor. No meio do caminho, foi atingido", contou.
O vendedor tem um filho de três anos. "Moramos em comunidade. Quem mora em comunidade está exposto a isso", Alessandra criticou.
Os três mortos também foram levados ao HMMRC por uma viatura policial. Ainda não há a identificação deles.
A Prefeitura de Caxias informa ainda que, para garantir a segurança, duas escolas do município localizadas no Parque Beira Mar (E.M. Aline Gonçalves de Lima e E.M. José de Souza Herdy), que atendem a cerca de 330 crianças, não estão funcionando nesta terça-feira.
Caso aconteceu na favela Parque Beira Mar - Luciano Belford / Agência O Dia

Galeria de Fotos

A irmã de Maurício mostra o colete que ele usava quando foi baleado Luciano Belford
Vítimas foram levadas primeiramente ao Hospital Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo Luciano Belford / Agência O Dia
Caso aconteceu na favela Parque Beira Mar Luciano Belford / Agência O Dia
Familiares das crianças esperam por informações no Hospital Saracuruna Luciano Belford / Agência O Dia
Material apreendido na ação na favela Parque Beira Mar Divulgação / Polícia Militar

Comentários