Jovem que foi preso por agredir a irmã tem distúrbios psiquiátricos

Após uma audiência de custódia, nesta quarta-feira, Lucas Andrew teve a liberdade provisória concedida

Por Jenifer Alves*

Lucas Andrew tem 24 anos e já foi acusado de tentativa de homicídio contra a mãe de criação
Lucas Andrew tem 24 anos e já foi acusado de tentativa de homicídio contra a mãe de criação -
Rio - Lucas Andrews, que foi preso por agredir a irmã cadeirante, teve o pedido da liberdade concedido após uma audiência de custódia, na tarde desta quarta-feira. Andréa Caetano da Silva, de 46 anos, mãe da vítima e do jovem, comprovou que o filho sofre de transtornos, e se comprometeu a retomar o tratamento médico de imediato. Após Lucas ser preso por agredir a irmã cadeirante, na tarde desta terça-feira, a mãe dele começou uma corrida contra o tempo para libertar o filho. Ele foi levado por agentes da 56ª DP (Comendador Soares), para a Penitenciária de Benfica onde aguardou a decisão da Justiça por soltá-lo. 
Além da agressão contra a irmã, a Polícia Civil informou que o jovem também já foi acusado de tentativa de homicídio contra a mãe de criação. Andreia no entanto, diz que esta informação não é verdadeira: "Ele foi agredido pelo meu ex-marido com uma barra de ferro, levou doze pontos, dias depois esse mesmo ex-companheiro invadiu nossa casa e o Lucas se defendeu com uma faca". Ela explicou que a ocorrência foi registrada pela sogra, mas o jovem foi absolvido. "Foi constatado que ele sofria violência desde a infância pelo padrasto", explica. 
Andreia contou ainda que a informação envolvendo uma mãe adotiva não procede. "Não existe essa pessoa, a mãe dele sou eu", explica. A mulher seguiu para a Unidade de Benfica para acompanhar a audiência de custódia e apresentar os laudos médicos que comprovem a condição de Lucas. O jovem também é deficiente auditivo. "Meu filho estuda e trabalha, ele não estava certo em agredir a irmã, mas ele não é um marginal", desabafa.
O pedido da liberdade de Lucas foi feito por sua defesa e pelo Ministério Público, já que a própria lei prevê o cabimento da medida nesse caso.
*Estagiária sob supervisão de Thiago Antunes

Comentários