Menina de 5 anos sequestrada por usuária de drogas é resgatada pela polícia após cinco dias

A menor foi levada da casa da família em Anchieta para uma comunidade de Madureira. Sequestradora namorava o tio da vítima

Por O Dia

Cartaz de desaparecida feito por amigos vinha sendo compartilhado nas redes sociais
Cartaz de desaparecida feito por amigos vinha sendo compartilhado nas redes sociais -
Rio - Uma menina de 5 anos foi resgatada por agentes da Polícia Civil, na manhã desta sexta-feira, em comunidade de Madureira. A menor estava desaparecida há cinco dias após ter sido sequestrada pela namorada do tio, que é usuária de drogas. Segundo relato de familiares, Mariana Damasceno da Cunha, de 24 anos, aproveitou um descuido homem para levar a criança da casa da família, em Anchieta, na Zona Norte.
De acordo com a linha de investigação da Polícia Civil, Mariana e o tio da vítima, que também é usuário de crack e morador de rua, se conheceram poucos dias antes do sumiço da menor.
"Tomamos conhecimento de que a autora era moradora de rua e usuária de drogas, frequentadora de uma cracolândia em Madureira. Com isso, nós passamos a diligenciar em vários locais frequentados por moradores de rua e usuários de crack, entrevistando várias pessoas. Até que obtivemos a informação de que a autora estaria em uma casa numa rua de acesso à comunidade do Cajueiro", comentou Marcia Beck, titular da 31ª DP (Ricardo de Albuquerque). Ao chegar no local, a delegada encontrou a Mariana Damasceno da Cunha, de 24 anos, com a criança. A usuária de drogas foi presa em flagrante pelo sequestro da menor. 
Desaparecida desde a última sexta-feira, a menor reencontrou sua família na manhã desta quinta-feira. O reencontro na porta da 31ª DP foi registrado em um vídeo que circula nas redes sociais. Nas imagens, parentes comemoram o retorno da menor. 
A menina vinha sendo procurada também pelas redes sociais. Um cartaz de desaparecida com a foto da criança e o registro do desaparecimento na delegacia de polícia vinha sendo compartilhado por grupos de bairros e páginas no Facebook. O desaparecimento dela só foi relatado pela família, no último domingo.

Comentários