Preso homem que matou o cunhado por disputa de terreno

Marcos Ferreira da Rocha atirou duas vezes contra o pedreiro Rafael da Silva Coimbra, que morreu na hora

Por RAI AQUINO

Marcos Ferreira da Rocha atirou duas vezes contra o cunhado
Marcos Ferreira da Rocha atirou duas vezes contra o cunhado -
Rio - Foi preso, nesta quarta-feira, o homem que matou o cunhado a tiros por causa da disputa de um terreno, na última quinta. Durante uma discussão com o pedreiro Rafael da Silva Coimbra, de 38 anos, Marcos Ferreira da Rocha, 51, atirou contra o parente, que morreu na hora.
Marcos fugiu logo depois do crime, que aconteceu em Magé, na Baixada Fluminense. Ele foi capturado por agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF), por causa de um mandado de prisão que foi expedido contra ele, na terça. Ele vai responder pelo crime de homicídio e, se condenado, poderá pegar até 20 anos de prisão.
Pedreiro deixou uma filha de oito anos - Arquivo Pessoal

CANO DE ESGOTO GEROU DISCUSSÃO
Um dia depois de perder o marido, com quem era casada há 10 anos, a professora Ana Beatriz Machado, 27, conversou com o DIA. Na ocasião, ela contou que o pedreiro foi morto quando chegou em casa do trabalho e viu um cano de esgoto passando pelo quintal da mãe, que fica próximo. Ele foi afastar a tubulação para o quintal do cunhado, quando Marcos sacou uma arma e disparou duas vezes contra ele.
A professora contou que o primeiro disparo não atingiu Rafael, que correu. O segundo acertou suas costas.
"Eu estou revoltada, triste, muito triste, porque destruíram minha família. Ele era um trabalhador, batalhador, homem bom, amado por todos e não merecia isso", Ana Beatriz lamentou, na ocasião.
Uma semana depois, Ana diz que está cuidando da filha de oito anos do casal, além de resolver questões burocráticas relativas à perda do marido.
"Ela está reagindo normal, mas a gente vê que ela tem algumas reações...".
Rafael e Ana Beatriz eram casados há 10 anos - Arquivo Pessoal

Galeria de Fotos

Marcos Ferreira da Rocha atirou duas vezes contra o cunhado Arquivo Pessoal
Rafael e Ana Beatriz eram casados há 10 anos Arquivo Pessoal
Pedreiro deixou uma filha de oito anos Arquivo Pessoal

Comentários