Número de baleados dentro de casa cresce 83%

Levantamento é do Fogo Cruzado. Ontem, uma idosa foi atingida em São Gonçalo

Por O Dia

Rio - A Região Metropolitana do Rio registrou, de janeiro a junho deste ano, aumento de 83% no número de vítimas atingidas dentro de casa por tiroteios/disparos de armas no entorno de suas moradias, comparado ao mesmo período de 2018. O levantamento foi feito pela plataforma Fogo Cruzado. Ontem, uma idosa foi baleada em sua residência, no bairro do Jóquei, em São Gonçalo, na Região Metropolitana. Alzira Alves, de 77 anos, foi alvejada por volta das 10h20 e levada por vizinhos para o Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê. O quadro de saúde dela é estável. A Polícia Militar informou que não houve qualquer operação policial na região.
O monitoramento feito pelo Fogo Cruzado apontou que os tiroteios/disparos de armas de fogo nos seis primeiros meses de 2019 causaram 34 mortes e ainda deixaram um total de oito pessoas feridas por balas perdidas dentro de casa. Já no mesmo período de 2018, foram 15 mortes registradas, com oito feridos.
Ainda segundo o levantamento feito pelo Fogo Cruzado, de janeiro a junho de 2019 foram mapeados 27 casos de tiroteios/disparos de armas de fogo próximos a residências na Região Metropolitana do Rio. Isso representa aumento de 59% quando comparado com o mesmo período de 2018, quando houve 17 casos.
De acordo com o site Fogo Cruzado, nos seis primeiros meses deste ano também foram registrados 74 casos de balas perdidas em toda a Região Metropolitana do Rio. No total, 90 pessoas foram atingidas, sendo que 24 morreram. Na comparação com o mesmo período do ano passado, foram 84 casos de bala perdida, que deixaram 94 pessoas atingidas e 19 mortos.
Na manhã da última quarta-feira, um idoso de 68 anos foi atingido por duas balas perdidas quando estava a caminho do trabalho, também em São Gonçalo. Luiz Sergio de Menezes foi ferido no braço e na perna direita, por volta das 8h30, no bairro do Rocha. Ele foi levado ao Pronto Socorro Central de Zé Garoto. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Menezes recebeu alta na tarde do mesmo dia.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários