Ambulante procura cliente que pagou R$ 100 em bala que custa R$ 2 e viraliza na internet

Nota estava dobrada e vendedor não reparou no valor. Postagem no Facebook já atingiu mais de 4 mil compartilhamentos

Por Ana Mello*

Phellipe virou vendedor ambulante ao ficar desempregado, em 2017. À noite, trabalha como chapeiro
Phellipe virou vendedor ambulante ao ficar desempregado, em 2017. À noite, trabalha como chapeiro -
Rio - O vendedor ambulante Phellipe Guimarães foi surpreendido na última quarta-feira ao vender doces dentro do ônibus da linha 383, que faz o itinerário Realengo, na Zona Oeste, até a Praça da República, no Centro. Um senhora pagou, por engano, R$ 100,00 por dois pacotes de balas que custa R$ 2,00 e, desde então, o camelô mobiliza a internet para encontrá-la.
O ambulante trabalha vendendo doces desde 2017, quando perdeu o emprego de metalúrgico. Ele já vendeu sacolé na praia, chocolate e hoje vende balas em ônibus do Rio. À noite, também complementa a renda da família atuando como chapeiro no trailer de um amigo. Ao DIA, Phellipe contou que foi assaltado na semana em que encontrou o dinheiro.
"Na segunda-feira eu fui assaltado, ia pagar a escola do meu filho, fiquei sem pagar e sem telefone também. Na quarta-feira aconteceu isso. Fico orgulhoso da minha honestidade, porque hoje em dia é difícil de ver, mas agi como eu acho que todo mundo deveria agir."
A postagem no Facebook foi uma tentativa de localizar a dona do dinheiro para que ele pudesse devolver o troco da venda. O apelo viralizou na internet e já possui mais de 4 mil compartilhamentos.
"Quando fui contar o dinheiro percebi que tinham duas notas de R$ 2,00 e uma nota de R$ 100,00 e lembrei que deveria ser da última cliente que comprou comigo. Quando cheguei em casa, peguei o celular da minha esposa emprestado e coloquei no Facebook para tentar encontrar a senhora", explica o vendedor.
Na publicação, Phellipe ressalta que a cliente entregou a nota dobrada e ele não reparou que se tratava de R$ 100,00. 
De acordo com as características dadas pelo ambulante, a dona do dinheiro é branca, tem cabelo ruivo e uma tatuagem de borboleta na mão.
* estagiária sob supervisão de Cadu Bruno
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro