Preso chefe do tráfico suspeito de matar PM reformado em Cabo Frio

Lúcio Sotinho Soeiro, o Juruna, chegou a entrar em lutar corporal com policiais, confessou ter participado do assassinato do subtenente Djalma Girard e disse que 'iria matar todos'

Por O Dia

Lúcio Sotinho Soeiro, o Juruna, foi capturado neste domingo
Lúcio Sotinho Soeiro, o Juruna, foi capturado neste domingo -
Rio - Uma ação conjunta do 25º BPM (Cabo Frio) e da 126ª DP (Cabo Frio) prendeu em flagrante, na noite deste domingo, um suspeito de participar do latrocínio (roubo seguido de morte) do PM reformado Djalma Girard. Lúcio Sotinho Soeiro, conhecido como Juruna, de 34 anos, é o chefe do tráfico de drogas da Praça de São Cristóvão, onde aconteceu o crime, na madrugada de sábado. Ele foi capturado na Favela do Lixo.
O subtenente reformado Girard foi assassinado com vários tiros após se envolver em uma discussão na Praça de São Cristóvão. Na ocasião, a arma do policial foi levada pelos criminosos.
Juruna foi capturado após o 25º BPM ter recebido informações sobre seu paradeiro. Quando os agentes chegaram à Favela do Lixão, por volta das 18h, avistaram o traficante, que tentou fugir. Ele foi alcançado e entrou em lutar corporal com os policiais, mas foi controlado.
Ainda segundo a Polícia Militar, quando os agentes colocaram Juruna na viatura, ele confessou, exaltado, que tinha matado o subtenente e disse que "iria matar todos".
O traficante foi reconhecido pelo envolvimento no crime quando apareceu nas imagens de câmeras de segurança da região segurando a arma do PM no momento do crime. Na casa dele, os agentes encontraram o casaco que ele estava usando na hora da mote do subtenente.
Preso, Juruna foi levado para a 126°, onde foi autuado pelo crime de latrocínio.
Djalma Girard foi morto a tiros durante uma discussão na noite de sábado - Arquivo Pessoal
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Lúcio Sotinho Soeiro, o Juruna, foi capturado neste domingo Divulgação / Polícia Militar
Djalma Girard foi morto a tiros durante uma discussão na noite de sábado Arquivo Pessoal

Comentários