Ataque contra Cacau Protásio é registrado como injúria por preconceito

A pena é de um a três anos de prisão e multa. Polícia vai analisar se houve crime militar

Por MARIA INEZ MAGALHÃES

Cacau Protásio: alvo de racismo
Cacau Protásio: alvo de racismo -
 Rio - A atriz Cacau Protásio deixou a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), na Lapa, Região Central do Rio, às 12h45. Ela passou a manhã prestando depoimento sobre os ataques racistas e gordofóbicos que sofreu pelas redes sociais.
O crime foi registrado na Decradi como injúria por preconceito previsto no artigo 140 do Código Penal, parágrafo terceiro. A pena é de um a três anos de prisão e multa.
Cacau não quis dar entrevista. As ofensas estão circulando em um áudio, atribuído a um bombeiro militar, após a atriz gravar cenas da comédia "Juntos e enrolados", no Quartel Central do Corpo de Bombeiros do Rio, no último domingo. Nela, a atriz interpreta uma sargento da corporação. 
"Ele espalhou o vídeo com um áudio me xingando de negra, gorda e filha da puta. Racismo é preconceito e isso é muito triste. Não entendi por que tanto ódio", disse a atriz em duas redes sociais. As informações foram dadas com exclusividade pela colunista do DIA Fábia Oliveira. 
Segundo informações, Cacau constou em depoimentos os fatos que já foram veiculadas pela mídia. Agora, os policiais vão analisar o procedimento para saber se houve ou não crime militar.
Se for comprovado que o fato foi cometido por um bombeiro, o registro será enviado ao Corpo de Bombeiros, que passará a ser o responsável pela investigação feita por meio de Inquérito Policial Militar (IPM).  
Pelas redes sociais, Cacau recebeu apoio de famosos, que se revoltaram com os ataques à atriz.
O Corpo de Bombeiros abriu procedimento para apurar o caso. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários