Disque-Denúncia pede informações sobre assassinos de PM que teve casa invadida

Subtenente Alessandro Groetars da Silva ainda teve a arma roubada pelos criminosos

Por O Dia

Disque-Denúncia pede informações sobre assassinos de PM
Disque-Denúncia pede informações sobre assassinos de PM -
 Rio - O Portal dos Procurados divulgou, nesta sexta-feira, cartaz pedindo informações que ajudem a identificar e prender os envolvidos na morte do subtenente da Polícia Militar Alessandro Groetars da Silva, de 47 anos. 
De acordo com a mulher do PM, que era lotado no 22º BPM (Maré), por volta das 2h, os dois criminosos invadiram a casa deles, na Rua Odilon Guerra, no bairro Lajes. Ao entrarem na residência, os assaltantes perguntaram por dinheiro e em que o subtenente trabalhava, avisando que se fosse policial iria ser morto.
Os bandidos encontraram a arma do agente, dando início a uma luta corporal na casa no local. Foi quando o PM foi baleado. Os criminosos fugiram do local levando a arma do militar, uma pistola Taurus calibre 380.
O subtenente chegou a ser levado para o Hospital de Lages, mas não resistiu. A DHBF assumiu o caso e busca informações e câmeras de segurança para descobrir a autoria do crime. 
Com a morte do subtenente, chega a 61 o número de Agentes de Segurança assassinados em 2019, no Rio de Janeiro, sendo 58 agentes da PM, um da Polícia Civil, um da Aeronáutica e um do Corpo de Bombeiros.
Quem tiver qualquer informação a respeito do assassinato, pode denunciar pelo WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo Facebook do portal, pela mesa de atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177 ou pelo aplicativo do Disque-Denúncia. Todas as informações são sigilosas. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários