Vídeo: imagens mostram ciclista no fim de treino momentos antes de ser atropelado

Bruno Queiroz de Lima Chaves foi atingido por um ônibus em alta velocidade em Botafogo

Por RAI AQUINO

Bruno participou do treino no fim da madrugada desta terça
Bruno participou do treino no fim da madrugada desta terça -
Rio - Um vídeo ao qual O DIA teve acesso mostra o ciclista Bruno Queiroz de Lima Chaves, de 38 anos, no treinamento que teve momentos antes de ser atingido por um ônibus, em Botafogo, nesta terça-feira. Bruno foi atropelado por um veículo da linha Troncal 6 (Jardim de Alah x Rodoviária) que estava em alta velocidade na esquina das ruas Mena Barreto com a São João Batista, por volta das 5h40.
Bruno integrava um grupo de ciclistas amadores há três anos e, segundo amigos, acordava diariamente às 3h para treinar antes de seguir sua rotina, trabalhando com a manutenção de computadores e cursando a faculdade de enfermagem. 
"Imagina você acordar às 3h da manhã para fazer um esporte, se preparar na noite anterior, calibrar os pneus, preparar alimentação, para depois seguir sua rotina, trabalhar, levar uma vida normal. É uma resiliência muito grande. Mas hoje, ele não conseguiu voltar para casa", falou o presidente da Comissão de Segurança de Ciclismo, Miguel Lasalvia. 
Nas imagens, Bruno aparece com o grupo que treina no Aterro do Flamengo com capacete e usando uma roupa para ciclismo. O treinamento aconteceu na área da Zona Sul do Rio das 4h às 5h20. 
"Não tenho capacidade de avaliar quem tinha preferência no trânsito, mas devemos estar mais atentos em cruzamentos. É importante que o ciclista use sempre os equipamentos de segurança, capacete, roupas claras, e que não use fones de ouvido, a audição é importantíssima. Que isso sirva, infelizmente, de alerta para os outros colegas. O Bruno é mais uma estática na cidade, é a perpetuação de uma cultura predatória no trânsito. ", contou Miguel. 
Bruno está internado em estado gravíssimo no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. De acordo com amigos, ele teve traumatismo craniano e estaria no nível 3 da escala Glasgow, que mede a atividade cerebral e varia de 1 a 15 (quanto mais próximo de 1, menor é a função neurológica).
O fundador da Comissão de Segurança no Ciclismo da Cidade do Rio de Janeiro (CSCRJ), Raphael Pazos, que é amigo de Bruno, esteve no Miguel Couto assim que ele foi o ciclista foi socorrido para a unidade.
"Ele tinha treinado hoje, como todo mundo, mas o ônibus o pegou e não prestou socorro", Raphael reclamou. "A gente tem áreas de treinamento como o Aterro, que funciona às terças, quartas e quintas, mas para chegar ou sair de lá, o ciclista precisar trafegar pelas ruas normalmente".

Galeria de Fotos

Ônibus que teria atropelado o ciclista Arquivo Pessoal
Ciclista tem 38 anos Arquivo Pessoal
Ciclista tem 38 anos Arquivo Pessoal
Bruno estava indo para casa quando foi atropelado Arquivo Pessoal
Bruno participou do treino no fim da madrugada desta terça WhatsApp O DIA (21-98762-8248
Procurado pelo DIA, o Consórcio Intersul, que opera a linha envolvida no atropelamento, disse lamentar o incidente.
"O Consórcio informa que está colaborando com as autoridades policiais na investigação do caso. Desde o início da manhã, técnicos e operadores reuniram informações do ocorrido para identificar o veículo envolvido. O Consórcio Intersul está empenhado para contribuir com a perícia no que for preciso", informou, em nota.
O Consórcio, no entanto, não respondeu à reportagem se o motorista já foi identificado.
"Reafirmamos o nosso compromisso com o treinamento dos profissionais, que são orientados a respeitar o Código de Trânsito Brasileiro e a sinalização nas vias".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários