Gerente do tráfico do Morro do Macacos morre em confronto com a PM

Alexandre dos Santos, o XT, era investigado pela morte do sargento da UPP Macacos Jason da Costa Pinheiro, em junho do ano passado

Por O Dia

XT e comparsas
XT e comparsas -
Rio - Um dos gerentes do tráfico de drogas do Morro dos Macacos morreu, na manhã desta quinta-feira, ao entrar em confronto com policiais militares. Alexandre dos Santos, conhecido como XT, foi baleado por agentes da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), que faziam uma operação na comunidade de Vila Isabel, na Zona Norte do Rio.
De acordo com a PM, os agentes foram até a comunidade procurar criminosos com mandado de prisão em aberto que estavam sendo monitorados pela corporação. Ao chegarem na região, eles foram atacados, quando houve a troca de tiros.
XT chegou a ser socorrido no Hospital do Andaraí, mas não resistiu aos ferimentos. Ele estava com um fuzil Colt calibre 556 sem a numeração e uma granada, que foram apreendidos.

Galeria de Fotos

Pistola apreendida na ação XT e comparsas
XT e comparsas Divulgação / Polícia Militar
XT e comparsas Divulgação / Polícia Militar
Material apreendido na ação Divulgação / Polícia Militar
XT e comparsas Divulgação / Polícia Militar
Material que foi apreendido com XT Divulgação / Polícia Militar
Material que foi apreendido com XT Divulgação / Polícia Militar
Ainda segundo a Polícia Militar, contra o traficante havia três mandados de prisão em aberto, dentre eles um contra a morte do sargento da UPP Macacos Jason da Costa Pinheiro, no dia 28 de junho do ano passado.
A operação da CPP no Macacos teve ainda a apreensão de um menor conhecido como LC. Ele estava foragido da Justiça, por crime análogo a furto. Uma pistola Glock 9mm com um carregador contendo 17 munições também foi encontrada.
FILHO PRESO
No último dia 14 de outubro, o filho de XT, que também é gerente do tráfico do Morro dos Macacos, foi preso durante uma ação que envolveu cinco UPPs.
Na ocasião, Filhote, como é conhecido, foi capturado durante uma ação da PM para a retirada de barricadas da região.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários