Técnicas ensinadas são capazes de salvar vidas

Por

Através de aulas de prevenção e enfrentamento à violência, segundo a professora Gabriella Lacerda, de 26, as mulheres do projeto Empoderadas aprendem a se defender de chutes, estrangulamentos, puxões de cabelo, entre outras situações.

"Aos poucos, essas mulheres vão se soltando e nos tornamos uma família", disse a professora.

De acordo Érica Paes, coordenadora geral do programa Empoderadas, do Governo do Rio, o projeto realiza ainda a promoção e conscientização dos direitos e as leis voltadas à proteção das mulheres. "Certamente, as técnicas de defesa pessoal e luta são capazes de salvar vidas, porém, o programa vai muito além disso", frisou.

Ainda segundo Érica, com o aumento da violência contra mulheres, há um fluxo natural delas em busca de defesa. "A mulher, ao longo do tempo, tem conquistado o seu espaço em diversos setores da sociedade. Porém, a luta da violência contra a mulher ainda é uma realidade", avaliou.

Quem quiser aprender algumas estratégias de defesa pessoal, também pode participar de um treino gratuito, em Vila Isabel, hoje, às 10h, na academia de artes marciais RTKD Esportes. As instruções serão dadas em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres. Inscrições pelo email: rtkd.esportes@gmail.com.

Para participar do treino, a equipe da RTKD Esportes pede a doação de itens de higiene e beleza, que serão doados a uma instituição que atende mulheres vítimas de violência doméstica e seus filhos.

Comentários