Vice-presidente da União da Ilha é morto a tiros

Segundo testemunhas, Marcelo Vinhaes foi atacado por dois homens que estavam em uma moto

Por O Dia

Marcelo: morto em bar
Marcelo: morto em bar -
Rio - O vice-presidente da União da Ilha do Governador, Marcelo Vinhaes, foi morto a tiros na madrugada desta sexta-feira quando saía de um bar no mesmo bairro, na Zona Norte do Rio. De acordo com relatos de testemunhas, a vítima foi atacada na esquina da Avenida Paranapuã com a Rua Pio Dutra, por dois homens encapuzados que estavam em uma moto preta.
Local onde vice-presidente da União da Ilha foi assassinado - Reginaldo Pimenta / Agência O Dia
Além de vice-presidente da escola de samba, Vinhaes era advogado criminalista. Segundo o jornal "Hora Um", da TV Globo, uma mulher, ainda não identificada, que estava com ele também foi baleada, mas sobreviveu e foi levada para o Hospital Municipal Evandro Freire.
O caso foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). De acordo com a especializada, foi instaurado um inquérito para apurar as circunstâncias em que Vinhaes morreu e uma pessoa foi ferida. Foi realizada perícia no local e os agentes buscam imagens de câmeras de segurança para que possam ser analisadas.

A DHC já ouviu também a vítima sobrevivente. Outras diligências estão em andamento para esclarecer o crime, segundo a Polícia Civil.
Em nota, a agremiação, que foi rebaixada no Carnaval deste ano, lamentou o morte do vice-presidente. 

"Infelizmente a União da Ilha vem informar que o nosso vice-presidente Marcelo Vinhaes foi assassinado no início da madrugada desta sexta-feira, na esquina da Avenida Paranapuã, com a rua Pio Dutra, na Freguesia. Estamos perplexos com o episódio que chocou todos os segmentos da escola. Ao longo do dia voltaremos a nos manifestar. A União da Ilha do Governador está de luto."

Galeria de Fotos

Marcelo: morto em bar Divulgação
Local onde vice-presidente da União da Ilha foi assassinado Reginaldo Pimenta / Agência O Dia

Comentários