Prefeitura libera empresas de ônibus a reduzirem em até 40% frota nas ruas

Argumento usado para a redução é que o Rio teve diminuição na demanda de passageiros por causa do surto do coronavírus

Por O Dia

Redução já pode ser feita a partir desta terça-feira
Redução já pode ser feita a partir desta terça-feira -
Rio - A prefeitura liberou que as empresas de ônibus da cidade reduzam suas frotas em até 40% a partir desta terça-feira. O argumento usado para a redução é que o Rio teve diminuição na demanda de passageiros por causa da suspensão das aulas e de diversas outras atividades em meio ao surto do novo coronavírus (Covid-19). A decisão, no entanto, não contempla o BRT.
O decreto publicado hoje com a resolução estabelece que ela tem validade "durante o período de permanência das medidas adotadas para a redução do contágio".
A prefeitura diz que a medida foi adotada "considerando a necessidade de adoção de medidas para a redução do contágio pelo Covid-19 - Coronavírus, em consonância com as atuais diretrizes da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro".
Enquanto isso, o governador Wilson Witzel (PSC) determinou, também hoje, que as empresas de transporte do estado não ultrapassem a lotação de passageiros nos veículos em 50%.
Em nota, o RioÔnibus disse que a demanda de passageiros na cidade caiu de 20 a 30% nos últimos dias.

"Os números de hoje (17/3) ainda estão sendo apurados, mas os indicativos da operação desta manhã tendem para uma diminuição acima de 50% na demanda de passageiros do sistema", o sindicado acrescentou.

Comentários