Médico do Pedro Ernesto morre com suspeita de coronavírus em hospital da Tijuca

Pedro Di Marco da Cruz, 65 anos, veio à óbito às 2h do deste domingo, dia 22, informou a o Hospital São Vicente de Paulo, na Tijuca, Zona Norte

Por O Dia

Hospital Universitário Pedro Ernesto é uma das unidades com leitos bloqueados
Hospital Universitário Pedro Ernesto é uma das unidades com leitos bloqueados -
Rio - Um médico cardiologista do Hospital Pedro Ernesto, da Uerj, em Vila Isabel, Zona Norte do Rio, morreu na madrugada deste domingo com suspeita de coronavírus. Pedro Di Marco da Cruz, 65 anos, veio a óbito às 2h do deste domingo, dia 22, informou a o Hospital São Vicente de Paulo, na Tijuca, Zona Norte. 
O Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) informa que o paciente deu entrada na emergência da unidade na última quinta-feira, dia 19, com quadro gripal. A unidade de saúde informa que por conta das comorbidades e, por segurança, o médico foi isolado e testado para Covid-19, conforme recomenda o protocolo.
O hospital aguarda o resultado do exame, realizado pelo Lacen-RJ. Só é possível afirmar se o seu falecimento foi motivado pelo novo coronavirus, após esse laudo.
"O HSVP se solidariza com os familiares e amigos do paciente e reforça que empregou todos os recursos necessários para salvar sua vida", finaliza em nota.
Já o Hupe informou que o professor não trabalhava na unidade hospitalar há mais de um ano, pois havia sido cedido para a Fundação de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, onde ocupava a função de Auditor Interno.
"No Hupe, ele chegou a ocupar as funções de Diretor de Serviços Técnicos e de Chefe do Setor de Reabilitação Cardíaca. O cardiologista fazia parte do quadro docente da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) desde 1982", a unidade informou, também em nota.
Um jovem de 27 anos também morreu na madrugada deste domingo com sintomas do coronavírus no Hospital Badim, na Tijuca, Zona norte do Rio. A Secretaria de Estado de Saúde do Rio ainda investiga se o homem estava com a doença.
A Secretaria Estadual de Saúde informou na noite deste domingo que investiga dez mortes suspeitas causadas pelo novo coronavírus no Estado.
São 186 casos confirmados e o número de óbitos se manteve em três, desde ontem.
Entre os casos confirmados e suspeitos internados, 15 estão em leitos clínicos e 17 estão em leitos intensivos. Os demais encontram-se em isolamento domiciliar.
Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira:

Rio de Janeiro – 168

Niterói – 10

Petrópolis – 3

Barra Mansa – 1

Guapimirim – 1

Miguel Pereira – 1

Exterior – 2

No sábado (21), a Secretaria Estadual de Saúde confirmou o terceiro óbito por coronavírus no estado, em Petrópolis. Os outros dois foram registrados em Miguel Pereira e Niterói. Todas as vítimas eram idosas e apresentavam comorbidades, sendo classificadas como grupo de risco para a Covid-19. Há ainda 10 óbitos em investigação no estado por infecção por coronavírus.
Mortes por coronavírus no Brasil sobem para 25 e casos aumentam 37% desde sábado
O Ministério da Saúde atualizou na tarde deste domingo os números da pandemia do coronavírus no Brasil. São 25 mortes: 22 em São Paulo e três no Rio de Janeiro. O aumento é de sete óbitos em comparação com o boletim da pasta divulgado no sábado. Os casos confirmados são 1.546, um aumento de 37%, ou 418 casos a mais, em relação ao balanço de sábado.
As sete mortes confirmadas nas últimas 24 horas ocorreram em São Paulo, estado com maior número de casos, com 631. Até sábado eram 459, um crescimento de 39%.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários