'Presidente contraria determinações da OMS' diz Witzel sobre pronunciamento de Bolsonaro

Em discurso, Bolsonaro defendeu fim do isolamento

Por O Dia

Wilson Witzel
Wilson Witzel -
Rio - Após o pronunciamento em rede nacional do presidente Jair Bolsonaro, na noite desta terça-feira, o governador do estado Wilson Witzel usou as redes sociais dizer que as orientações de Bolsonaro contrariam as determinações da Organização Mundial de Saúde. 
"A manifestação em cadeia nacional do presidente da República contraria as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Nós continuaremos seguindo as orientações médicas e preservando vidas. Eu peço a você: por favor fique em casa", disse o governador no vídeo em que aparece ao lado do secretário estadual de Saúde, Edmar Santos. 
Bolsonaro defendeu fim do isolamento
Em pronunciamento no rádio e na TV na noite desta terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro atacou a imprensa, defendeu o fim do isolamento pelo novo coronavírus e disse que a covid-19 não afetará '90% da população' brasileira. "Sem pânico ou histeria, como venho falando desde o princípio, venceremos o vírus e nos orgulharemos", disse o presidente.

Bolsonaro afirmou que as autoridades devem "evitar" medidas como proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa. "Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa. Nossa vida tem que continuar, os empregos devem ser mantidos, o sustento das famílias deve ser preservado. Devemos sim voltar à normalidade", destacou.

Comentários