Ex-subsecretário Executivo de Saúde é preso em operação do Ministério Público

Gabriell Neves estaria envolvido na compra de respiradores sem licitação

Por O Dia

Gabriell Neves
Gabriell Neves -
Rio - O ex-subsecretário executivo de Saúde do governo do estado, Gabriell Neves, foi preso, na manhã desta quinta-feira. Além dele, um homem identificado como Gustavo Borges da Silva e outros dois, que não tiveram o nome divulgado, também foram presos, um ainda é procurado. Gabriel era um dos alvos da operação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) contra uma organização criminosa que tinha vantagens na compra de respiradores sem licitação.
A ação é realizada peloGrupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC). Os equipamentos adquiridos, de maneira irregular, eram ventiladores/respiradores pulmonares necessários para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus nos hospitais do Estado. Neves foi exonerado pelo governador Wilson Witzel no dia 20 de abril por suspeita de irregularidades. Os contratos investigados pelo MP somaram R$ 1 bilhão, entre respiradores, máscaras e testes rápidos comprados sem licitação.
De acordo com o MPRJ, o objetivo é cumprir cinco mandados de prisão preventiva contra os investigados de integrarem essa organização criminosa. Além disso, também são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, todos os endereços na capital.
Questionada sobre a ação do MP, a Secretaria Estadual (SES) de Saúde informou que segue o compromisso de transparência e aderindo as orientações do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do MP. A secretaria esclareceu ainda que todas as informações solicitadas pelos órgãos de controle estão sendo prestadas.

Comentários