Disque Denúncia pede informações sobre envolvidos na morte de PM da UPP Macacos

Soldado Raoni Aguiar de Paula estava de moto, quando foi atingido na cabeça na Rodovia Washington Luís

Por O Dia

Raoni Aguiar de Paula, de 33 anos
Raoni Aguiar de Paula, de 33 anos -
Rio - O Portal dos Procurados divulgou, nesta segunda-feira, um cartaz pedindo informações que levem às prisões dos envolvidos na morte do Soldado da Polícia Militar Raoni Aguiar de Paula, de 33 anos. O militar foi baleado na cabeça durante uma tentativa de assalto na Rodovia Washington Luís (BR-040), por volta das 4h40. Lotado na Unidade de Policia Pacificadora (UPP) Macacos, em Vila Isabel, Zona Norte do Rio, o policial estava em uma moto quando foi abordado por criminosos. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Adão Pereira Nunes, mas não resistiu. 
Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para o local e a área foi isolada para perícia da Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF), que busca imagens de câmeras de segurança na região. 
Com a morte do militar, chega 26 o número de agentes de segurança assassinados no Rio em 2020 – sendo 19 da Polícia Militar, um da Policia Federal, um do Corpos de Bombeiros, dois da Marinha do Brasil, dois da Polícia Civil e um agente penitenciário da Seap. Raoni deixa esposa e um filho.
Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos assassinos do agente de segurança, favor denunciar pelos seguintes canais: WhatsApp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular – Disque Denúncia – . O Anonimato é garantido.
Todas as denúncias sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para DHBF e o Grupo de Pronta Resposta da Coordenadoria de Inteligência da PM (GPRI) encarregadas do caso e que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de agentes de segurança no Rio.

Comentários