Governo do Rio divulga pacto para retomada da economia

Plano envolve retorno de atividades em três fases: bandeira vermelha, amarela e verde

Por Marina Cardoso

Todas as ações de abertura de comércio serão aplicadas de acordo com a curva da doença no Rio
Todas as ações de abertura de comércio serão aplicadas de acordo com a curva da doença no Rio -
Rio - O secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Lucas Tristão, apresentou ontem, no Palácio Guanabara, o Pacto Social pela Saúde e pela Economia do Estado do Rio. O objetivo do plano é de que a retomada das atividades econômicas seja feita em fases. As fases de retorno serão: bandeira vermelha (taxa de ocupação de leitos superior a 90%), bandeira amarela (entre 70% e 90%) e bandeira verde (inferior a 70%).

Na primeira fase restaurantes poderiam funcionar com 30% da capacidade e volta do transporte público intermunicipal entre capital e região metropolitana e no interior para atividades essenciais.

Na fase amarela, retomada de shoppings, academia e atividades desportivas, transporte público sem restrições e 50% da capacidade dos restaurantes.Na última fase locais públicos de lazer e turismo podem ser utilizados,restaurantes sem limitações, aulas e todos setores podem retornar, mas com protocolos de higiene e transporte internacional e interestadual sem restrições.
RETOMADA EM JUNHO
Mesmo com a marca de mais de três mil mortes, o governador do Rio, Wilson Witzel planeja o retorno gradual da retomada da atividade econômica em junho.
"Para fins econômicos das finanças do estado, estou trabalhando com a retomada gradual da nossa atividade econômica já no mês de junho. Espero que, partir do dia 1 de junho, nós já possamos pensar em algumas mudanças", afirmou o governador.
Ainda segundo ele, com a análise da curva de contaminação no Rio que é feita semanalmente,ele espera uma retomada quase total da economia em agosto. "O isolamento social é uma avaliação que fazemos de forma semanal. Pela evolução das contaminações, acredito que, no mês de agosto, já possamos ter uma quase plena retomada da economia", finalizou ele.

Comentários