Vídeo: incitado por deputado do PSL em manifestação, PM avisa: 'Mandei queimar aquela bandeira'

Em outro vídeo, bolsonarista Daniel Silveira afirma que está 'torcendo' para atirar em algum manifestante

Por O Dia

Manifestação aconteceu na tarde deste domingo
Manifestação aconteceu na tarde deste domingo -
Rio - Um vídeo que circula na Internet mostra um PM do 19º BPM (Copacabana) dizendo que mandou colegas queimarem uma bandeira com os dizeres Democracia Rubro-Negra, de torcedores do Flamengo, durante a manifestação que aconteceu neste domingo, na Orla da Zona Sul do Rio. O agente é incitado pelo deputado federal bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ).
Nas imagens, é possível ver um cordão de isolamento entre os manifestantes e os policiais. O deputado pede ao PM para "pegar um", se referindo ao grupo de torcedores. Para contê-lo, o agente diz que outros militares estão próximos a eles e que já mandou "eles ir (sic) lá queimar aquela bandeira"; assista!
A manifestação em Copacabana reuniu grupos apoiadores e contra o presidente Jair Bolsonaro. PMs que acompanhavam o protesto foram acionados para manter os dois movimentos afastados.
No entanto, ao contrário do que aconteceu com os bolsonaristas, os torcedores, que estavam em menor número, foram reprimidos pelos policiais com bombas de gás lacrimogêneo. 
Procurada pelo DIA, a Polícia Militar disse que irá apurar a atitude do agente que aparece no vídeo.
"Cabe ressaltar que sua atitude não reflete a postura da corporação, que se mantém imparcial, sempre zelando pela democracia. A corporação esclarece ainda que não houve qualquer bandeira queimada nesta ação e agradece o elogio proferido pelo parlamentar com relação a postura do policiamento", a secretaria informou, em nota.
'TOMAR UM NO MEIO DA TESTA'
Logo após a manifestação, o deputado Daniel Silveira gravou outro vídeo contra o movimento antifascista. Nas imagens, o bolsonarista cogita a possibilidade de os manifestantes serem baleados por um PM durante um protesto.
"Tem muito policial armado nessas manifestações (...). Na hora que vocês vierem e tomar um no meio da testa, no meio do peito, e cair o primeiro, vocês vão entender no que estão se metendo", ameça.
Ex-PM e vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Silveira diz ainda que está "torcendo" para que ele atire em um manifestante.
"Eu estou torcendo para isso. Quem sabe não seja eu, um sortudo? Que vocês me peguem na rua, num dia muito ruim, e eu descarregue a minha arma em cima de um filho da p... que tentar me agredir. Vou ter que me defender, né?! Não vai ter jeito", já projeta uma defesa.
A reportagem procurou a Câmara dos Deputados sobre as declarações de Silveira, mas ainda não obteve retorno.

Comentários