Paraquedista do Exército que morreu em treinamento vivia sonho de infância

Em suas redes sociais, Pedro Lucas Ferreira Chaves postava que sonhava ser paraquedista do Exército desde os 15 anos

Por Thuany Dossares

Desde criança Pedro Lucas sonhava ingressar no Exército Brasileiro
Desde criança Pedro Lucas sonhava ingressar no Exército Brasileiro -
Rio - O sonho de menino do Pedro Lucas Ferreira Chaves sempre foi ser do Exército Brasileiro. Desde os 15 anos, ele já publicava em suas redes sociais fotos afirmando que queria ser paraquedista e oficial das Forças Armadas. O sonho estava sendo parcialmente vivido, mas foi interrompido em serviço, na manhã deste sábado.

Aos 19 anos, o já soldado Chaves servia no 26º Batalhão de Infantaria Paraquedista do Exército, no Campo dos Afonsos, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio. O militar, no entanto faleceu enquanto executava um exercício durante o lançamento de paraquedistas na base aérea do quartel. Pedro Lucas ficou preso à aeronave em que estava e, após os procedimentos de emergência, a abertura de seu paraquedas não ocorreu adequadamente.

Galeria de Fotos

O último aniversário do já soldado Chaves foi com o tema da Brigada Paraquedista Arquivo Pessoal
Aos 15 anos ele já afirmava em suas redes sociais que queria ser paraquedista e que não iria desistir do seu sonho Arquivo Pessoal
Desde criança Pedro Lucas sonhava ingressar no Exército Brasileiro Arquivo Pessoal
Em vídeos que circulam nas redes sociais é possível ver Pedro agarrado à aeronave. Em outra imagem, populares gravaram o momento que o soldado é solto e cai em um campo. Uma equipe do DIA também flagrou o momento. 
Pedro Lucas será sepultado na tarde deste domingo no Cemitério da Pechincha, em Jacarepaguá, ainda na Zona Oeste. Durante a manhã, o presidente Jair Bolsonaro, que também foi paraquedista do Exército, esteve no velório do rapaz, que foi realizado no batalhão onde ele era lotado, e teve honras militares.
Orgulho de ser paraquedista 

Nas redes sociais, Pedro Lucas exibia o orgulho em ser PQD, como os paraquedistas do Exército são conhecidos. Antes de completar 18 anos, idade mínima para ingressar nas Forças Armadas, ele já fazia postagens declarando seu sonho e que nunca iria desistir de realizá-lo. Aos 15, ele publicou uma foto ainda criança, vestindo a farda camuflada e já afirmava que seria o "futuro tenente" da força militar.

A família de Pedro Lucas viveu o desejo do rapaz junto com ele e sempre o apoiou e incentivou. Em seu último aniversário, no dia 29 de abril, a mãe publicou uma foto sua, dizendo estar orgulhosa pelo filho estar em serviço no quartel. A comemoração de seus 19 anos aconteceu três dias depois, com um bolo temático temático escrito "#PQD" e "Soldado Chaves".

Comentários