Ex-advogado de Cabral passa a atuar na defesa de Flávio Bolsonaro

Rodrigo Roca já foi presidente do Procon-RJ no último ano do governo Cabral

Por O Dia*

Rodrigo Boca já foi presidente do Procon
Rodrigo Boca já foi presidente do Procon -
Brasília - O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) contratou o advogado Rodrigo Roca para o lugar de Frederick Wassef, que deixou de representar o parlamentar na noite deste domingo. Roca atuou na defesa do ex-governador Sergio Cabral até 2018.

Segundo comunicado enviado pela assessoria de imprensa de Flávio Bolsonaro, Rodrigo Roca passará a defender o senador assim como a advogada Luciana Pires, que "já estava no eleitoral e no HC que será julgado quinta-feira".
Rodrigo Henrique Roca Pires já foi presidente do Procon-RJ, assumindo o comando da entidade em 2013. Ele é mestre em direito pela Universidade Cândido Mendes (UCAM) e já foi membro das comissões de Estágio e Exame e de Direito Ambiental da OAB-RJ. O advogado também já foi professor da Escola Superior de Advocacia (ESA).
LEIA MAISWassef acredita que Queiroz não vá fazer delação premiada

Na noite de ontem, Flávio anunciou que Wassef estava deixando sua defesa "por decisão dele e contra a minha vontade". Em postagem no Twitter, o senador afirmou que a "lealdade e a competência do advogado Frederick Wassef são ímpares e insubstituíveis".
Na última quinta-feira, Fabrício Queiroz, assessor de Flávio Bolsonaro quando o filho do presidente Jair Bolsonaro era deputado estadual, foi encontrado pela polícia em uma casa pertencente a Wassef em Atibaia, no interior de São Paulo.
O imóvel, segundo o advogado, era um de seus escritórios. Em mais de uma ocasião, Wassef havia declarado não ter contato com Queiroz, que é investigado em suposto esquema de "rachadinha" no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj)
* Com informações do Estadão Conteúdo

Galeria de Fotos

Rodrigo Boca já foi presidente do Procon Divulgação / Procon-RJ
Senador Flávio Bolsonaro Marcos Oliveira / Agência Senado

Comentários