Quatro vítimas da chacina de Anchieta seguem internadas

O pai da menina Rayane, de dez anos, morta na noite do crime, deixou o hospital para comparecer ao enterro da filha e depois retornou para a unidade

Por O Dia

Rio - A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou o estado de saúde de quatro vítimas da chacina de Anchieta. O crime aconteceu neste domingo, durante uma festa junina no Condomínio Jamaica, no bairro da Zona Norte do Rio. Rayane Lopes, de 10 anos, foi uma das vítimas. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Outras quatro pessoas morreram.
Um dos baleados, Alan Nogueira, recebeu alta hospitalar do Hospital Municipal Salgado Filho no domingo.
Naum Henrique Silva Lopes, de 35 anos,  pai da menina Rayane Lopes, que morreu na noite do crime, deixou o Hospital Municipal Souza Aguiar no fim da manhã desta segunda-feira para ir ao enterro da filha. Mais tarde, ele solicitou o retorno ao hospital e está na enfermaria da unidade com quadro estável. Ele foi atingido por três tiros enquanto tentava proteger a menina.
O paciente Rodrigo Souza, 30, segue internado no Hospital Evandro Freire, na Ilha do Governador, em observação, e seu quadro clínico apresentou melhora.
Amanda Cristina Godinho, 23, tem quadro estável e segue em acompanhamento na enfermaria do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.
O paciente Iago Breno Soares Gomes, de 25, tem quadro estável. Ele segue acompanhado pela equipe do Hospital Municipal Salgado Filho.
Os mortos da chacina:
. Rayanne Cardoso Lopes: 11
. Josué de Oliveira Xavier, 20
. Yuri Lima Vieira, 23
. Antônio Marcos Barcelos Pereira Júnior, 22
. Ian Lucas Soares Gomes, 23
GUERRA DE TRAFICANTES
A principal linha de investigação da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) para a chacina é uma guerra entre traficantes rivais da comunidade Az de Ouro, que fica próximo ao condomínio onde aconteceu as mortes, e do Complexo do Chapadão, no bairro vizinho de Costa Barros.
Testemunhas contaram que as vítimas foram baleadas quando homens armados desceram de um carro preto e atiraram em direção à festa. O evento aconteceu na Rua Ernesto Vieira.

Galeria de Fotos

Rua Ernesto Viêira, local do crime Reprodução/Google Street View
Marca de tiro em uma parede da região Reprodução / Internet

Comentários