Homem morre baleado na Zona Norte e família diz que tiro partiu da PM

A polícia informou que "foi instaurado um inquérito para averiguar as circunstâncias do ocorrido"

Por O Dia

A ocorrência foi encaminhada a A ocorrência foi registrada na 27ª DP (Vicente de Carvalho)
A ocorrência foi encaminhada a A ocorrência foi registrada na 27ª DP (Vicente de Carvalho) -
Rio - Um homem de 25 anos, identificado como Yago Mesquita Delfino morreu após ter sido baleado na noite desta segunda-feira na Pavuna, na Zona Norte do Rio. De acordo com o portal G1 a família da vítima alega que ele foi morto por policiais do Batalhão de Polícia de Choque ao sair para comprar cigarros. 
Procurada pelo DIA, a Polícia Militar informou que equipes faziam patrulhamento próximo a região quando suspeitaram de dois homens. Após uma tentativa de abordagem, os militares foram recebidos a tiros. 
A PM disse ainda que "após cessarem os tiros, um indivíduo foi encontrado caído ao solo na posse de uma pistola .9mm e com uma sacola que continha entorpecentes, ele foi socorrido à Upa de Ricardo Albuquerque, onde teve atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos."
Ainda segundo agentes, na ação também foram apreendidas oito munições, um carregador e 140 pinos cocaína. A ocorrência foi registrada na 27ª DP (Vicente de Carvalho).
Por fim, a polícia informou que foi instaurado um inquérito para averiguar as circunstâncias do ocorrido. O sepultamento de Yago está marcado para esta quarta-feira no cemitério de Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte.

Comentários