Seap-RJ vem tomando medidas sanitárias para evitar aglomeração - Reprodução / Google Street View
Seap-RJ vem tomando medidas sanitárias para evitar aglomeraçãoReprodução / Google Street View
Por O Dia
Rio - As visitas aos presos nas unidades prisionais do Rio estão liberadas novamente a partir do dia 10 de setembro como informado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). O decreto publicado pelo governo na última sexta-feira informa que a visitação será retomada de forma gradual e com restrições
De acordo com a Seap, após acompanhamento foi possível o retorno gradual da rotina de visitas, que cumprirá exigências excepcionais neste momento, devido a pandemia do coronavírus. A decisão será acompanhada de avaliações periódicas feitas pelas equipes de saúde.

A secretaria informou que foram entregues três máscaras reutilizáveis a todos os internos do sistema prisional durante o mês de agosto. A ação teve como objetivo adiantar os procedimentos de segurança para o retorno da rotina de visitas e evitar o contágio no interior das unidades.

Por conta do coronavírus, as visitas sociais estavam suspensas desde o dia 13 de março, de acordo com o decreto do governador.

Nos próximos dias a Seap publicará em Diário Oficial uma resolução explicando as normas e divulgará nas redes sociais como será feito o retorno das visitas. 
Publicidade
Confira algumas das regras iniciais:

- Ficarão temporariamente suspensa até o termino do estado de excepcionalidade por conta das medidas de combate à covid-19 a visitação de:
- Pessoas de idade igual ou maior que 60 anos;
Publicidade
- Gestantes;
– Menores de 18 anos em qualquer hipótese;
Publicidade
- Pessoas com comorbidade declarada;
– Entre presos dos regime fechados e semiaberto;
Publicidade
– Visita de natureza íntima;

- As visitas não serão na mesma frequência que anteriormente, pois poderá implicar em maior exposição do vírus;

- Cada preso somente poderá receber um visitante. 

- Visitantes de grupo de risco e presos em grupo de risco não serão inclusos para receber visitação. Isso inclui pessoas com comorbidades como problemas cardíacos, problemas renais crônicos, AVE, doenças respiratórias (asma, bronquite e etc.), trombose, câncer, anemia falciforme, tuberculose, imunossuprimidos, dentre outros listados pelo Ministério da Saúde;

- As unidades não retomarão simultaneamente na mesma data. O planejamento para cada unidade foi publicado nas redes sociais oficiais da secretaria;

- Haverá a obrigação de respeito de distanciamento de 1,5 metros entre visitantes e presos;

- Ao chegar na unidade todos os visitantes deverão colocar uma nova máscara descartável para realizar a visita;

- Pessoas sintomáticas ou com covid-19 não poderão visitar e presos nesta situação também não receberão visitas;