Artur Mineiro estuda no Catete - Estefan Radovicz
Artur Mineiro estuda no CateteEstefan Radovicz
Por O Dia
Publicado 19/10/2020 21:27 | Atualizado 20/10/2020 10:25
De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), cerca de 1600 alunos e 77 professores compareceram à retomada das atividades escolares presenciais no Rio, nesta segunda-feira. Em todo o estado, cerca de três mil estudantes e 250 docentes retornaram às aulas após sete meses afastados.
A liberação, anunciada no início de outubro pelo governador em exercício, Claudio Castro, foi apenas para os alunos do terceiro ano do Ensino Médio da rede estadual de ensino, nas modalidades regular, técnico e de Educação de Jovens e Adultos (EJA - Fase IV). Juntas, essas unidades somam 63 mil alunos. Ainda segundo a Seeduc, 416 escolas da rede estadual que retomaram o ensino presencial em 16 municípios do Rio
Publicidade
Artur Mineiro, 18 anos, foi um dos poucos alunos que compareceram hoje ao Colégio Amaro Cavalcanti e afirma estar surpreso com todas as medidas adotadas pela escola. "Todas as cadeiras estavam com distanciamento e os bebedouros estavam lacrados. Agora, a gente tem que trazer garrafinha de casa. A escola também deu seis máscaras pra gente e nós temos que trocar a cada duas horas", conta.
Apesar da volta das aulas presenciais, as aulas remotas irão continuar sem prejuízo aos alunos que optarem pelo ensino a distância. As escolas adotaram protocolos sanitários de combate à covid-19, como totem de álcool em gel na entrada, tapete sanitizante e instruções para o uso obrigatório de máscara, além do distanciamento entre os alunos.
Publicidade
Volta às aulas em 16 municípios
Os municípios que aderiram à flexibilização são: Carapebus, Casimiro de Abreu, Duque de Caxias, Italva, Itatiaia, Macaé, Mesquita, Miracema, Natividade, Nilópolis, Niterói, Piraí, Rio de Janeiro, São Francisco de Itabapoana, São Pedro da Aldeia e Seropédica.

No restante do estado, as atividades pedagógicas continuam exclusivamente remotas, por decisão das prefeituras, ou por conta da classificação laranja de contágio, como é o caso da Região Centro-Sul Fluminense.

Dentro dos municípios que vão retornar, 24 escolas não iniciarão suas aulas presenciais com as demais, uma vez que suas equipes de direção declararam fazer parte do grupo de risco da covid. Ao longo da semana, a Secretaria de Educação informou que providenciará uma solução administrativa para a retomada das atividades.