O local foi totalmente isolado pela Defesa Civil, para evitar riscos.  - Divulgação
O local foi totalmente isolado pela Defesa Civil, para evitar riscos. Divulgação
Por O Dia
Rio - Morreu nesta segunda-feira (7) o último paciente internado vítima de uma explosão de gás que aconteceu no dia 25 de novembro no município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Jorge Luiz Pereira da Silva, de 45 anos, estava internado desde o dia no Hospital Adão Pereira Nunes (HEAPN), em Duque de Caxias, em estado gravíssimo. 
Ele e outros três membros da família foram vítimas de explosão de botijão de gás domiciliar. No acidente, Jorge Luiz Pereira da Silva sofreu queimaduras de 3º grau em 90% do corpo. O paciente estava no CTI desde a entrada na unidade e veio a óbito nesta segunda-feira, às 07h30.

Os outros pacientes, vítimas do mesmo acidente e que estavam internados no CTI do HEAPN, também vieram a óbito. As vítimas são: Jorge Alexandre Gomes da Silva, de 8 anos, que estava no CTI Pediátrico da unidade, com queimaduras de 1°, 2° e 3° grau. Ele sofreu parada cardiorrespiratória e morreu no último sábado (5). Maria Eduarda Gomes da Silva, de 5 anos, que também estava em CTI Pediátrico em estado gravíssimo, veio a óbito no domingo (29). Jéssica Gomes da Silva, de 25 anos, que estava no CTI adulto em estado gravíssimo, faleceu na última sexta-feira, (4).

Em nota, a Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil, reiterou seus votos de pesar e se solidarizou com os familiares e amigos neste momento de grande perda e tristeza.