Policia - Caso Henry Borel- Policia Civil prendeu na manha de hoje o casal, vereador Jairinho e Monique Medeiros, padastro e mae do menino Henry Borel. Eles sao acusados de terem torturado e matado o pequeno Henry. Na foto, Dr. Jairinho, padrasto de Henry, deixa a 16 delegacia, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, seguindo para custodia.
Policia - Caso Henry Borel- Policia Civil prendeu na manha de hoje o casal, vereador Jairinho e Monique Medeiros, padastro e mae do menino Henry Borel. Eles sao acusados de terem torturado e matado o pequeno Henry. Na foto, Dr. Jairinho, padrasto de Henry, deixa a 16 delegacia, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, seguindo para custodia.Reginaldo Pimenta
Por Thuany Dossares
Rio - O Ministério Público do Rio (MPRJ) está analisando imagens de Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, dentro do Complexo Penitenciária de Bangu, na Zona Oeste do Rio. O vereador foi preso, no último dia 8, suspeito de matar o enteado, Henry Borel Medeiros, de apenas quatro anos. O diretor de um presídio pediu para ser afastado do cargo, na quarta-feira, após denúncias de regalias.
O Dia apurou, no entanto, que até o momento, as imagens do circuito interno de segurança da unidade prisional não demonstraram que Jairinho tenha tido benefícios irregulares, como trânsito livre.
Publicidade
Após denúncias de que Jairinho e sua companheira, Monique Medeiros, tiveram regalias, durante a passagem pela Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, o diretor da unidade pediu para ser exonerado, na quarta-feira. A informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Rio.
Segundo a pasta, o diretor solicitou o afastamento do cargo depois de discordar das denúncias dos supostos privilégios. A Seap ainda afirmou que as imagens de câmeras de segurança da cadeia pública já foram encaminhadas ao Ministério Público do Rio.