Rio inicia vacinação da primeira dose da vacina Pfizer nesta terça-feira (4)
Rio inicia vacinação da primeira dose da vacina Pfizer nesta terça-feira (4)AFP
Por O Dia
Rio - A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) inicia, nesta terça-feira (4), a vacinação com as primeiras doses da vacina Pfizer, contra a covid-19, na capital. A aplicação da primeira dose ocorrerá às 7h, na Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido. A primeira remessa de vacinas da Pfizer adquirida pelo Ministério da Saúde chegou à cidade nesta segunda-feira (3). O município do Rio recebeu um lote de 46.800 doses.
A vacinação não precisará ser em postos específicos, pois estas vacinas podem ser armazenadas em câmaras frias em 2 a 8 graus por até 5 dias. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, esta primeira remessa será destinada para a primeira dose e as doses para a segunda serão enviadas na próxima remessa. De acordo com a recomendação do Ministério da Saúde, a segunda dose da vacina Pfizer deve ser aplicada em um intervalo de 12 semanas após a primeira dose.

Ministério da Saúde começou a distribuição de 1 milhão de doses da vacina da Pfizer
Publicidade
As vacinas contra covid-19 da Pfizer/BioNTech começaram a ser distribuídas pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (3), após pedido de estados e municípios que solicitaram mais tempo para organizar o armazenamento do imunizante. No total, a pasta recebeu 1 milhão de doses na última quinta (29).
A Saúde informou que, nesta remessa, serão enviadas 499,5 mil doses para a primeira aplicação, "divididas de forma proporcional e igualitária entre todos os estados e Distrito Federal". As doses para a segunda aplicação serão distribuídas nas próximas semanas.

De acordo com o 15° informe técnico da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), o imunizante da Pfizer está sendo destinado para vacinação de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, e pessoas com deficiência permanente. A comprovação das comorbidades pode ser realizada com exames, receitas, relatório ou prescrição médica, entre outros.
Publicidade
Armazenamento

De acordo com a pasta, a logística de distribuição das vacinas da Pfizer foi montada levando em conta as suas condições de armazenamento, que possuem particularidades dos demais insumos adquiridos e distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

No Centro de Distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos (SP), as doses estão armazenadas a uma temperatura de -90°C a -60°C. Ao serem enviados aos estados, os imunizantes estarão expostos a temperatura de -20°C. Nas salas de vacinação, onde a refrigeração é de +2 a +8°C, as doses precisam ser aplicadas em até cinco dias.

Em função disso, o Ministério da Saúde orientou que, neste momento, a vacinação com o imunizante da Pfizer seja realizada apenas em unidades de saúde das 27 capitais brasileiras, "de forma a evitar prejuízos na vacinação e garantir o esquema vacinal de 12 semanas entre uma dose e outra".