Lapa
LapaKelly Duque/ Agência O Dia
Por O Dia
Rio - A Câmara Municipal do Rio adiou a votação do projeto que pedia mais moradias no Centro do Rio. A mesma estava marcada para acontecer nesta tarde, mas será realizada na próxima quinta-feira (27). O projeto tem como objetivo propor a reocupação e, consequentemente, reduzir o problema da falta de moradia na cidade. Caso aprovado, prédios comerciais da Lapa e do Centro virariam residenciais. 
A prefeitura disse que para que isso aconteça, é preciso modificar pontos importantes da legislação. Atualmente, a lei determina que um imóvel residencial tenha 28 metros quadrados no mínimo. Na adaptação de um edifício de escritórios, por exemplo, essa exigência de metragem deixaria de existir. Assim como a extinção da necessidade de criação de vagas de garagem para os novos apartamentos.
Publicidade
Os prédios também poderão ter ocupação mista. O que significa que, o morador poderá ter como vizinho um consultório de dentista, um modelo que é usado em alguns países da Europa.
Isenção de impostos
Publicidade
A empresa que adaptar um prédio inteiro terá benefícios, como: ficar livre de dívidas de IPTU e coleta de lixo do imóvel contraídas até dezembro de 2020; isenção total de IPTU durante a obra de transformação; redução de 50% do imposto, durante cinco anos, após a entrega dos apartamentos; e isenção de outros impostos e taxas sobre construções.