Fies enchem as missas de comemoração ao dia de Nossa Senhora de Fátima no Centro da cidadeCléber Mendes/Agência O Dia

Rio - Nesta sexta-feira (13) os católicos comemoram o dia de Nossa Senhora de Fátima. E em comemoração à Santa dos Segredos, como é conhecida, milhares de fiéis participaram das missas, procissões e festejos.

Desde a madrugada, devotos se reuniram na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na região central da cidade. Ao longo do dia foram celebradas diversas missas. Às 12h ocorreu a Missa Solene das Aparições. As festividades se encerram às 20h, com a procissão luminosa e a coroação. A Igreja de Nossa Senhora de Fátima fica na Rua Riachuelo, 367.


Por três vezes, Sônia Pereira da Costa, de 64 anos, foi diagnosticada com câncer em locais diferentes do corpo e, em todas as ocasiões, agarrada em sua fé e devoção à Nossa Senhora de Fátima, foi curada da doença. "Ela sempre me guiou, eu fui curada de três cânceres, uma na vista, um no intestino e um no endométrio. Eu sou sempre atendida", disse.

Segundo ela, outras pessoas da família também tiveram graças alcançadas graças à santa e também estiveram na igreja para agradecer.

"Eu sou muito devota, eu sou muito agradecida pela minha cura. Sempre recebo graças, então sou muito ligada. Eu quis ir para agradecer às graças alcançadas, às vitórias e milagres alcançados. Pouco para pedir e muito a agradecer", afirmou.

Já o médico obstetra Bruno Dourado, de 31 anos, contou que não cresceu em uma família católica, mas quando ainda era criança, durante uma viagem em família, ao ver uma imagem da santa - que guarda até hoje - resolveu se converter e tornar-se devoto.

"De lá para cá, só aumentou minha devoção. Fiz, por opção, minha catequese e primeira comunhão, faço a crisma, passei a frequentar as missas dominicais na adolescência quando ainda morava na Bahia e tenho o 13.05 tatuado e eternizado no antebraço esquerdo. Maria sempre esteve presente na minha vida, sempre pedi sua intercessão nas adversidades, os milagres sempre vieram", disse o médico, que revelou que ao escolher sua profissão, fez uma promessa para que Nossa Senhora de Fátima o auxiliasse durante a especialização.

"Quando decidi ser médico obstetra, fiz uma promessa aos pés da virgem de Fátima que ela que se ela que era a mãe de nós todos me permitisse passar na especialização no hospital que eu sempre quis, teria ainda mais a certeza que meu propósito de vida seria cuidar de mães, gestantes e mulheres que sonham com a maternidade e trataria meu serviço e minhas pacientes com o mesmo amor que tenho por ela, a mãe de nós todos", completou.

No Santuário de Nossa Senhora de Fátima, no Recreio, Zona Oeste, as celebrações começaram cedo, logo às 6h. Ao decorrer do dia, serão realizadas diversas missas e terços. Às 18h, acontece o terço de velas, a última missa do dia e a procissão. O santuário fica na Av. Alfredo Balthazar da Silveira, 900.
Dia dos Pretos Velhos

Nesta sexta-feira também se comemora o dia dos Pretos Velhos, entidades cultuadas na Umbanda que representam os espíritos de antepassados que foram escravizados e voltam à Terra durante as giras - rituais dos terreiros - para ajudar as pessoas.

Em diversos terreiros por toda o estado, os umbandistas fazem os preparativos, que costumam acontecer durante a noite. Tradicionalmente, eles são conhecidos como o "vovô" e a "vovó" e considerados seres muito evoluídos. O dia é comemorado com oferendas, atabaques e comidas.

O dia dos Pretos Velhos é comemorado na data de libertação dos negros e negras escravizados no Brasil. Nas redes sociais, muitos fiéis manifestaram a fé em comemoração a data.


História de Nossa Senhora de Fátima

A história conta que Nossa Senhora de Fátima apareceu há mais de 100 anos na cidade de Fátima, que fica a cerca de 130 quilômetros de Lisboa, em Portugal. A santa teria feito sua primeira aparição para três crianças, que eram pastores de ovelhas: Lúcia de Jesus, 10 anos, Francisco, 9, e Jacinta, 7.

Conhecidos como "os três Pastorinhos de Fátima", Lúcia, Francisco e Jacinta pararam para rezar o terço enquanto acompanhavam o rebanho de ovelhas. Ao atingirem a reza de 50 ave-marias, a santa apareceu para eles. As crianças ficaram assustadas, mas depois viram Nossa Senhora envolta em uma grande luz.

Em sua primeira aparição, Nossa Senhora de Fátima pediu aos pastorinhos orações, sacrifícios e reparação das ofensas ao seu Imaculado Coração e a Deus. Após os pedidos, ela convidou os meninos a continuar rezando e voltar sempre ao mesmo lugar nos seis meses seguintes, sempre no dia 13 e no mesmo horário.

Ao longo dos seis meses, outras pessoas passaram a se juntar as crianças durante as aparições da Santa. De acordo com a história, em uma última aparição, no dia 13 de outubro de 1917, cerca de 70 mil pessoas estavam ao lado dos pastorinhos. Com isso, iniciou-se a devoção a Nossa Senhora de Fátima em Portugal, que depois se espalhou para todo o mundo.

A história ainda conta que Nossa Senhora teria revelado segredos para os pastorinhos ao longo das aparições. Ocultos por muito tempo, eles só foram revelados em 1941, em um livro escrito por Lúcia. O primeiro segredo seria a visão do inferno; o segundo, a devoção ao Imaculado Coração de Maria e a conversão da Rússia ao catolicismo. O terceiro teria sido sobre a perseguição sofrida pela Igreja Católica.