Projeto de danças urbanas oferece aulas gratuitas para crianças em Caxias

Um dos mais novos projetos, o Cypher Kids, que ensina a modalidade chamada break, já rende os primeiros frutos e levou alunos para a competição Sul-Americana, em Goiás

Por O Dia

Projeto de danças urbanas infantil
Projeto de danças urbanas infantil -

Rio - A arte tem mudado a vida de muitas crianças em Duque de Caxias. É na Escola de Rua, do projeto Urbanos BF, que elas estão dando os primeiros passos na dança, em direção a um futuro melhor. E um dos mais novos projetos, o Cypher Kids, que ensina a modalidade chamada break, já rende os primeiros frutos e levou alunos para a competição Sul-Americana, em Goiás.

"Através do hip hop e da dança de rua, crianças sem perspectiva de vida encontram novos caminhos. Elas vencem o bulling, encontram autoestima e inclusão. Na dança não há diferenças, são todos iguais e embalados pelo mesmo ritmo", destaca Diego de Jesus, mais conhecido como Diego Tecnykko, diretor do projeto.

O projeto começou há dez anos na Vila Meriti, em Caxias. Antes de virar ONG, era um grupo de representantes de batalhas de danças de rua. "Nossa ideia inicial era um coletivo com um representante de cada grupo da cidade. E foi assim que nasceu a escola de rua. O objetivo era ensinar danças urbanas com uma metodologia própria", relembra Diego.

As aulas são gratuitas e acontecem no Ponto de Cultura Lira de Ouro e na Escola de Dança da Grande Rio, que doam os respectivos espaços para o trabalho ser desenvolvido. Além da técnica, os alunos aprendem sobre história dos vários tipos de danças. 

Talentos da casa

Com 10 anos, a pequena B. Girl Viki, ou apenas Hemily Victória para a família, chama a atenção pelo talento no break. Ela se arrisca em manobras e passos difíceis, dignos de gente grande. A menina, que faz parte do Cypher Kids, foi a única criança do Rio de Janeiro a se classificar para o Brasil Battle competição de breaking em Goiás. "Eu gosto muito de dançar e de competir também. Quero ser uma dançarina de sucesso e viajar o mundo dançando", afirma.

Cultura das danças urbanas

Para Diego Tecnykko, é necessário difundir mais o hip hop pelo Brasil. "As pessoas, em geral, olham tal cultura como atividade negra e marginalizada. Precisamos quebrar o preconceito. As coisas mudaram, mas falta muito ainda. Falta informação. As pessoas pensam em hip hop e já associam logo com bagunça, briga, bebida. Mas a nossa dança, o break, é arte, é linda e precisa ser respeitada". 

 Para participar basta comparecer às aulas. O Lira de Ouro fica Rua José Veríssimo, 72, Vila Meriti, e a quadra da Grande Rio fica na Rua Almirante Barroso, 5, Centro. Mais Informações pelos telefones 2782-0017 e 97303-9798.

 

Galeria de Fotos

Projeto de danças urbanas infantil DIVULGAÇÃO
Projeto de danças urbanas infantil DIVULGAÇÃO
Projeto Cypher Kids atende crianças de Duque de Caxias DIVULGAÇÃO
Projeto Cypher Kids atende crianças de Duque de Caxias DIVULGAÇÃO
Projeto Cypher Kids atende crianças de Duque de Caxias DIVULGAÇÃO
Projeto Cypher Kids atende crianças de Duque de Caxias DIVULGAÇÃO
Projeto Cypher Kids atende crianças de Duque de Caxias DIVULGAÇÃO
O projeto Cypher Kids funciona em dois espaços diferentes da cidade de Duque de Caxias: no Ponto de Cultura Lira de Ouro e também na escola de samba Grande Rio FOTOS DIVULGAÇÃO
Projeto Cypher Kids atende crianças de Duque de Caxias DIVULGAÇÃO
Projeto Cypher Kids atende crianças de Duque de Caxias DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas de O Dia na Baixada