Padronização dos ônibus em Nova Iguaçu gera transtornos

Sistema é recente e passageiros estão confundindo as linhas

Por aline.cavalcante

Uma semana após o lançamento do novo contrato de concessão dos ônibus de Nova Iguaçu, a mudança não agradou e passageiros afirmam não ter visto melhorias.

Desde o dia 14, os 454 ônibus de 83 linhas de Nova Iguaçu começaram a circular pelas ruas com a nova pintura padronizada. Os veículos são administrados pelos consórcios Reserva de Tinguá e Reserva do Vulcão.

Segundo a Prefeitura, a mudança visual facilita a identificação pelos usuários. Já nas ruas, passageiros como a Luísa Rocha, 72, discordam. “Sempre marquei meu ônibus pela cor, agora que vai ficar tudo igual como vou fazer? Aí vai complicar para mim!”, afirmou a idosa.

Espera e dificuldade para achar as linhas de ônibus são as reclamações Edson Taciano

Quem costumava utilizar as linhas da empresa Salutran, que foi extinta neste processo, ficou perdido. “Não fomos avisados e não tinha informação. Nem os motoristas sabiam informar”, conta Anderson Carvalho, 45. 

Gisele Ribeiro, 23, reclamou da demora . “Não melhorou em nada! Está até demorando mais agora que a empresa assumiu outras linhas”, reclama.

“O processo está em fase inicial, é normal os passageiros estranharem e reclamarem. Frizamos que as linhas não mudaram, permanecem as mesmas, inclusive com o mesmo nome. Ale´m disso, temos agentes na rua fiscalizando o funcionamento e orientando”, justifica Rubens Borborema, secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana.

Resta agora esperar, já que as empresas têm até 6 meses para adaptar 50 % da frota e um ano para adequar 100% dos ônibus.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia