Valor do cartão-alimentação, reajustado em 38,74%, é de R$ 54,25, em lugar do kit com alimentos de R$ 39,10 fornecido no ano passado
Valor do cartão-alimentação, reajustado em 38,74%, é de R$ 54,25, em lugar do kit com alimentos de R$ 39,10 fornecido no ano passadoDivulgação
Por Irma Lasmar
SÃO GONÇALO - A Secretaria de Educação iniciou nesta segunda-feira (08) a entrega dos cartões-alimentação aos gestores das unidades municipais de ensino. Caberá a cada uma das 116 escolas da rede e 33 creches conveniadas elaborar um plano de entrega aos responsáveis, a partir de sexta-feira (12), de acordo com a capacidade do espaço físico, de modo a respeitar o distanciamento social. O valor do cartão-alimentação, reajustado em 38,74%, é de R$ 54,25, em lugar do kit com alimentos de R$ 39,10 fornecido no ano passado.
Segundo a Secretaria de Educação, a recarga será mensal, enquanto se mantiverem as aulas remotas e presenciais. Com o modelo híbrido e os alunos realizando rodízio nas salas, a carga será a metade, já que, uma vez na escola, o estudante receberá a merenda na unidade. O cartão só deixará de receber carga quando a Rede Municipal de Educação retornar ao sistema 100% presencial.
Publicidade
"Trabalhamos como uma verdadeira rede: as unidades escolares, a Secretaria e a instituição financeira, agilizando a entrega dos cartões", garantiu a secretária Lícia Damasceno, dizendo ainda que a opção pelo cartão vai dar mais liberdade de escolha aos responsáveis. "Optamos pela troca da entrega de alimentos por um cartão para que os pais comprem aquilo que considerarem mais essencial à alimentação de seus filhos", pontuou.