Tanguaense se apega ao Taekwondo para lidar com a diabetesFoto: Divulgação

Tanguá - O jovem atleta, portador de diabetes tipo 1, encontrou no taekwondo uma forma de tornar mais leve a forma como lida com a doença. Mesmo com a pouca idade, Gustavo já conquistou diversas medalhas nas competições que disputa no RJ e também em outros estados.

“O esporte pra mim é fundamental, porque ele garante que terei melhoras na minha saúde e também para o meu lazer. Com 7 anos eu comecei a apresentar os sintomas do diabetes, e minha mãe me incentivou a praticar algum esporte. No começo eu não queria, mas minha mãe começou a praticar comigo para me incentivar. Eu comecei a evoluir e participar de competições, fui ganhando experiência e medalhas”, disse Gustavo.
Para Juliana, mãe do atleta, o diagnóstico foi recebido com surpresa pela família, que logo buscou orientações sobre como lidar com a nova realidade.

“Quando foi identificado o diabetes, a primeira orientação da endocrinologista foi a prática de alguma atividade física para ajudar a controlar a glicemia, aliada ao tratamento. Naquele momento, precisei sair do trabalho para me dedicar aos cuidados com o Gustavo”, relatou Juliana, acrescentando que, para incentivar o filho, também passou a acompanhá-lo nas aulas e também a praticar o esporte.