Praça Baltazar da Silveira, em Teresópolis - Divulgação
Praça Baltazar da Silveira, em TeresópolisDivulgação
Por O Dia
Com alta taxa de ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19 desde agosto, chegando a apresentar várias vezes 100% de ocupação dos leitos de UTI, o prefeito de Teresópolis, Vinícius Claussen, se reuniu com o Gabinete de Crise esta semana e fez uma convocação aos hospitais filantrópicos credenciados ao Sistema Único de Saúde (SUS) para que apresentem um planejamento imediato para ampliação de leitos para pacientes com o novo coronavírus.

Atualmente o município dispõe de 43 leitos clínicos e 31 leitos UTI exclusivos e conta com os leitos da regulação estadual, acessados quando há quadro de ocupação completa de leitos no município. Segundo a Prefeitura, um dos principais desafios para ampliação do atendimento é a disponibilidade de equipe médica, especialmente intensivistas para acompanhamento dos pacientes de UTI.

Além disso, o município estabeleceu novas medidas de enfrentamento à pandemia, que incluem ampliação do programa de testagem, reforço das equipes que atuam nos centros de atendimento e intensificação da fiscalização, para garantir o cumprimento das medidas de prevenção de contágio.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, houve aumento na procura por atendimento no principal centro de triagem, o Ginásio Pedrão, no bairro Bom Retiro, que funciona em tempo integral, inclusive nos finais de semana e feriados. Atualmente o centro recebe em média 300 pacientes diariamente.

Com isso, foi determinada pelo Executivo a contratação de mais de profissionais de enfermagem e médicos para ampliar ainda mais a estrutura do centro de atendimento, com a finalidade de reduzir o tempo de atendimento na unidade. Também está prevista a ampliação da equipe do SAD (Serviço de Atenção Domiciliar) com dois médicos para atendimento especialmente ao interior.

O Programa Estratégico de Testagem (PET) também foi ampliado, incluindo, desde a última segunda-feira (30/11), a testagem de todos os sintomáticos em todos os 20 postos de saúde da família (PSF) e unidades básicas de saúde (UBS). Antes disso, a testagem nessas unidades priorizava crianças e adolescentes; gestantes; e idosos, a partir de 60 anos, com sintomas suspeitos da doença.

Também foram definidas medidas para reforçar o enfrentamento à disseminação do coronavírus nos bairros. Entre as determinações, ações de fiscalização intensificadas em conjunto com o 16º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) e nova etapa de desinfecção dos espaços públicos. Essa desinfecção já teve início nesta quinta-feira (3) no centro da cidade e seguirá nos próximos dias pelos bairros.

Apoio de lideranças religiosas e comerciais

Como forma de ampliar a conscientização da população sobre a necessidade de prevenir o contágio pelo novo coronavírus, o prefeito Vinicius Claussen também buscou o apoio das lideranças religiosas e comerciais do município.

Em reunião com representantes das entidades comerciais, Claussen reforçou a importância do cumprimento das medidas vigentes com relação aos protocolos de segurança para enfrentamento da pandemia e solicitou. Junto aos líderes religiosos, ele pediu apoio para mobilização dos fiéis para prevenção mais rigorosa não apenas durante as atividades religiosas, mas na rotina diária, reforçando a necessidade de manter o uso de máscaras, de higienizar as mãos e de evitar aglomerações.



Você pode gostar
Comentários