Por

JEFFERSON: Não esteve em noite das mais seguras, apesar de só trabalhar em chutes de longe. Sem culpa nos gols. NOTA 5

MARCELO: Vinha bem no jogo, até falhar no lance do gol da Aparecidense, deixando Nonato livre. NOTA 4

JOEL CARLI: Voltou bem ao time, simplificando as jogadas e dando chutões quando preciso. NOTA 5

IGOR RABELLO: No mesmo nível de Carli. Não efeitou as jogadas e foi bem nas bolas aéreas. NOTA 5

ARNALDO: Muita correria para apoiar o ataque, pouca técnica e quase nenhuma inspiração. Valeu pelo esforço em campo. NOTA 4,5

DUDU CEARENSE: Muito pesado, teve dificuldade para trabalhar à frente da zaga, principalmente nas coberturas. NOTA 4

RODRIGO LINDOSO: Entrou no segundo tempo paras melhorar a marcação no meio-campo. Pouco acrescentou ao time. NOTA 4

JOÃO PAULO: O mais lúcido do meio-campo. Iniciou o lance do gol de Pimpão. NOTA 5,5

LUIZ FERNANDO: Vaga-lume. Alterna bons momentos e lances bisonhos. Perdeu chance incrível. NOTA 3,5

RENATINHO: Mais uma vez, foi lançado para jogar poucos minutos. Quase não tocou na bola. SEM NOTA

GILSON: Atuação ridícula. Tropeçou na bola, marcou mal, foi nulo no apoio e falhou no segundo gol. NOTA 2

RODRIGO PIMPÃO: Fez um belo gol, deu ótima assistência, mas prejudicou a boa atuação com expulsão infantil pouco antes do segundo gol. NOTA 4,5

BRENNER: Fez bom primeiro tempo e foi inexplicavelmente substituído no começo da etapa final. NOTA 5

KIEZA: Substituiu Brenner e pouco pegou na bola. Figura praticamente nula no jogo. NOTA 4

Você pode gostar
Comentários