Por O Dia

São Paulo - Recém-aposentado dos gramados, Kaká visitou nesta sexta-feira o CT do São Paulo, na Barra Funda, na zona oeste da capital paulista, e se reuniu com ídolos da história recente do clube como Diego Lugano, Raí e Luis Fabiano, que faz tratamento após uma cirurgia no joelho direito no Reffis do clube.

O encontro aconteceu antes da apresentação do meia-atacante Valdívia, novo reforço do São Paulo. Nas redes sociais, o São Paulo publicou a foto em que os quatro ídolos aparecem com o recém-contratado.

Na foto, Luis Fabiano aparece pela primeira vez, oficialmente, com uma camisa de treino do São Paulo. O jogador se trata no CT desde o início da semana passada, mas não tinha autorização para aparecer com o emblema do clube porque ainda tinha contrato com o Vasco. A rescisão com a equipe carioca foi definida na última quinta-feira.

Também na quinta-feira, o presidente do clube tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, admitiu que existe possibilidade de que Luis Fabiano volte a jogar no São Paulo, mas primeiro a equipe vai acompanhar seu tratamento e uma possível negociação só pode se iniciar em pelo menos três meses

No final do ano passado, o São Paulo pensou em ter Kaká como reforço para 2018, depois que o atleta rescindiu contrato com o Orlando City. O meia, porém, decidiu se aposentar dos gramados.

VICTOR FERRAZ

Os presidentes do São Paulo e do Santos, José Carlos Peres, tiveram conversas sobre uma possível transferência do lateral-direito Victor Ferraz para o clube paulistano.

O cartola são-paulino desconversa sobre a negociação, mas elogia o atleta santista e reconhece necessidade de opções para o setor no time de Dorival Junior. Hoje, o zagueiro de origem Militão é titular, sendo improvisado. Leco elogiou o santista Victor Ferraz e Jonathan, do Atlético Paranaense.

"Victor Ferraz é um grande jogador, certamente uma expressão de uma equipe coirmã nossa", disse o cartola. "O Militão está muito bem na lateral, mas acho que podemos ter algum reforço nesta posição", acrescentou.

Já José Carlos Peres é mais assertivo. Ele confirma as conversas por Victor Ferraz, mas garante que ainda não há acerto. "Ninguém é inegociável. Há uma conversa, o São Paulo falou primeiro com o Santos, os clubes se respeitam. A possibilidade (de negociar) sempre existe, desde que seja benéfica para todas as partes", comentou.

Você pode gostar
Comentários