Mais Lidas

Juliana Paes é assaltada a caminho da Sapucaí

Atriz estava em uma van da Grande Rio, escola que ela representou como rainha de bateria, quando o veículo foi abordado por dois assaltantes na saída do Túnel Santa Bárbara

Por Gabriel Sobreira

Juliana Paes na concentração
Juliana Paes na concentração -

Rio - A atriz Juliana Paes foi assaltada na noite desta segunda-feira quando seguia para a Sapucaí para acompanhar o segundo dia de desfiles do Grupo Especial. A atriz estava em uma van da Grande Rio, escola que ela representou como rainha de bateria, quando o veículo foi abordado por dois assaltantes na saída do Túnel Santa Bárbara. Os criminosos pediram para o motorista parar e reconheceram a intérprete de Bibi de 'A Força do Querer', da TV Globo.

"Todos (estão) bem. Apenas um susto. Não tenho nada para falar. Apenas estávamos na rua e fomos mais um no meio de um arrastão na nossa cidade", diz o assessor pessoal de Juliana. Os celulares dos ocupantes da van foram levados. "Infelizmente as pessoas estão passando por isso constantemente no Rio", completa ele.

Na época em que vivia a dona do morro Bibi Perigosa, Juliana Paes deu entrevista para o caderno D, do jornal O DIA, e falou sobre o medo da violência no Rio. "Eu me sinto como qualquer outro cidadão, me sinto muito desprotegida, muito vulnerável, com medo, insegura, a gente vive um momento muito difícil aqui, não só aqui no Rio gema, mas nos entornos", falou na época.

A atriz é a mais nova vítima no trajeto em direção à Sapucaí. Na madrugada de segunda-feira, o sambista Moacyr Luz foi assaltado quando estava dentro de um táxi seguindo para a Avenida. O compositor disse que estava entre a Central do Brasil e o Campo de Santana, quando três homens armados abordaram o veículo em que ele estava. "Estava distraído, estávamos parados num sinal, mas tinha um pouco de trânsito também. Sei que ali tem assalto, mas levei fé que com o movimento nada aconteceria", lembra.

"Eles bateram no vidro do motorista para que ele abrisse e os outros dois ficaram com as armas apontadas para mim. O que bateu no vidro do motorista arrancou logo o celular dele e pegou o dinheiro. Me pediram também o celular e dinheiro, mas levaram tudo. Inclusive minhas fantasias do Paraíso do Tuiuti e da Mangueira, que desfilei como convidado".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários