Por

Um ano inesquecível e de fluidez no campo profissional. Assim foi 2017 para Barbara França, a Celina de 'Tempo de Amar', que brilha em nosso ensaio com looks-inspiração para as festas de Ano Novo. "Achei todos lindos! Elegantes! Muito a ver com meu estilo, moderno. Usaria qualquer um para passar a virada", garante. Mas elege: "Gostei muito de um que tem cropped dourado. Superbonito. Tem tudo a ver com o Rio: é bem fresquinho, mas arrumado".

Barbara, de 25 anos, tem intimidade com as câmeras. Mas fez o costumeiro caminho de forma inversa: primeiro se tornou atriz e depois modelou. "Já era atriz aos 13 anos. Fazia testes na Globo. Fiz 'Turma do Didi', especial da Xuxa, 'Linha Direta'", conta. "Com 16, surgiu a oportunidade e fiz aquele concurso 'Menina Fantástica'. Fiquei entre as finalistas do Rio. E lá tinham olheiros. Entrei numa agência, fiz book. Conciliava as duas coisas, ganhava meu dinheiro como modelo e investia na profissão de atriz".

DE 2017 PARA 1920

A atriz saiu este ano da personagem Barbara, a vilã de 'Malhação', para a romântica Celina do folhetim das seis. "Nunca tinha feito uma novela de época. Saí de um produto contemporâneo, totalmente jovem, e fui viver uma menina da década de 1920. Mas o Jayme (Monjardim) é um poeta, dizemos que estamos fazendo poesia. Ele aprecia o tempo, o silêncio no set", observa. "Novela de época é uma postura diferente, falamos palavra por palavra, letra por letra. Fiz um estudo da mulher da época. Foi muito enriquecedor".

PODER FEMININO

A loura comenta que a imersão na história foi importante para o entendimento do movimento feminino ao longo do tempo. "Durante a pesquisa, vi que foi uma época (1920-30) fundamental para a mulher. Ali começou o empoderamento feminino. Entre outras coisas, elas se livraram das roupas apertadas, dos espartilhos, começaram a usar roupas mais largas", compartilha.

E reflete: "Não sei se sou feminista, mas procuro ter atitudes no meu dia a dia que representem o que acredito. Se vejo um comportamento machista, me imponho. Faço o que tenho vontade, me visto do jeito que quero. Já me relacionei com um cara que reclamava que o short estava muito curto", lembra ela, que namora há cinco anos o ator Maurício Pitanga. "Prezamos o respeito, a admiração. Ele é ator também e é mais sensível para as questões", garante.

Barbara revela que casamento ainda não está nos planos próximos. "Tenho vontade de casar, de ser mãe. Mas tenho 25, estou na segunda novela. Quero viajar, estudar fora, fazer cinema, terminar a faculdade de jornalismo. Apesar de batalhar há dez anos, agora que estou colhendo os frutos".

Ela sabe mesmo o que quer e deixa claro que autonomia é fundamental. "Fui criada assim. Minha mãe é superindependente. E isso passa por tudo na vida. Quebra algo aqui, nós consertamos, pintamos. O carro quebra, minha mãe faz chupeta. Não que precisar de alguém seja ruim, mas prezamos mesmo a independência".

ANO NOVO

Com a agenda de gravações intensa, ela decidiu passar a virada no Rio, ao lado da mãe e do namorado. "Ia para Salvador, mas gravo e tem texto para estudar. Sou disciplinada. E que bom estou gravando! Estou feliz por começar o ano trabalhando", diz. "Acho que Ano Novo tem um sentindo muito mais de introspecção. De refletir sobre o ano anterior e pensar no próximo, nas metas, em reenergizar. Muito mais do que só celebrar".

E ela aproveita para falar dos seus 'rituais' na noite. "Fazemos um brinde e depois costumamos ir à praia. Pulo as ondinhas e passo com uma folhinha de arruda para afastar o mal", divide. "Sempre me emociono muito. É um novo ciclo, de esperança. Faço uma oração à meia-noite. Agradeço. Só peço saúde, sou muito abençoada".

Você pode gostar
Comentários