Rennatinho Vianna é candidato à reeleição pelo Republicanos - Divulgação
Rennatinho Vianna é candidato à reeleição pelo RepublicanosDivulgação
Por O Dia
ARRAIAL DO CABO - O candidato à Prefeitura de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, Marcelo Magno, do Solidariedade, entrou com uma ação na Justiça Eleitoral contra o prefeito da cidade, candidato à reeleição, Renatinho Vianna, do Republicanos, por suspeita de abuso de poder político e econômico. Segundo o documento apresentado à Justiça, Renatinho teria feito mais de 1,6 mil contratações temporárias e cargos comissionados entre os meses de janeiro e agosto deste ano.

Os números apresentados à Justiça apontam ainda que os gastos públicos de Arraial do Cabo com a folha de pagamento dos servidores municipais eram de pouco mais de R$ 7,1 milhões, em janeiro deste ano. Nos meses seguintes, as despesas foram aumentando gradativamente e, no último mês de agosto, os gastos com a folha de pagamento ultrapassaram os 9,1 milhões, ou seja, um aumento de aproximadamente 28%.

“O que chama atenção é que, mesmo no período de pandemia da Covid-19, que teve início a partir de 17/03/2020, onde diversos setores da administração pública suspenderam os atendimentos, as aulas escolares foram suspensas, o acesso às praias foram proibidos, o representante utilizou do seu poder político para realizar nada menos do que 1.686 novas contratações, distribuído cargos para seus apoiadores”, diz um trecho da ação contra Renatinho Vianna.

Em seu perfil, em uma rede social, Renatinho Vianna divulgou um vídeo falando sobre o assunto e disse que Arraial do Cabo foi a única cidade da região que não fez demissões de servidores durante a pandemia. Procurada pelo O DIA, para saber a finalidade das mais de 1,6 mil contratações e em quais secretarias municipais os servidores contratados teriam sido nomeados, o município não quis se manifestar sobre o assunto.