Cariocas formam filas gigantes para entrar em livraria flutuante

Mais de 10 mil pessoas visitaram o navio Logos Hope na Praça Mauá

Por Lucas Cardoso

Navio conta com acervo de mais de 5 mil livros em dois idiomas
Navio conta com acervo de mais de 5 mil livros em dois idiomas -

Rio - A paixão pela literatura levou mais de 10 mil pessoas à Praça Mauá, onde está atracada a maior livraria flutuante do mundo, neste fim de semana. A reportagem do DIA visitou o navio Logos Hope, que conta com mais de cinco mil títulos à venda em seu acervo, no último sábado, e presenciou uma fila gigantesca formada crianças, jovens e adultos.

A aglomeração começava nas rampas de acesso à embarcação, dava a volta na praça do pier e seguia pelo Boulevard Olímpico até o fim do Armazém 2. Alguns grupos precisaram esperar até quatro horas para conseguir ver de perto a livraria, mas fizeram de sorriso no rosto.

Foi o caso da família de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, Paulo Cesar de Oliveira, Maria Emília Freire, ambos de 40 anos, e os filhos João, 4, e Rafael, 9. "É legal poder oferecer aos nossos filhos uma experiência fora do tradicional. Nós até levamos eles em bibliotecas, mas isso aqui é diferente. Para tirar eles do mundo cibernético, vale a pena enfrentar fila. Está andando até rápido", brinca a mãe dos pequenos.

Para Rosane de Oliveira, mãe da pequena Sophia, de 4 anos, o sufoco é esquecido assim que se entra no navio. "Quando entramos e percebi o encanto da minha filha pelos livrinhos infantis, além do amor, cuidado e carinho de todos os tripulantes, a sensação de cansaço até passa. Ainda bem que o tempo estava fresco hoje", comenta. 

De acordo com a direção do Logos Hope, a equipe da embarcação é formada por 400 tripulantes de voluntários com 60 nacionalidades diferentes. Já o acervo à venda tem títulos de todos os tipos. Entre eles, publicações em português, inglês e espanhol em diferentes temas, como ciências, ficção, infantil, artes e saúde. Os preços dos títulos são variados.

Além dos livros, o navio ainda oferece outras atividades como dança, teatro, exposições interativas e o preferido dos visitantes: um tour guiado por áreas restritas da embarcação, que inclui espaços como deques, convés e ponte de comando, com direito a foto no passadiço usando o chapéu do capitão. A atração é grátis, mas, por ter número limitado, costuma ter filas.

Logos Hope fica ancorado no Pier Mauá, no Centro, até o dia 6 de outubro — a atração fica aberta de terça a domingo. A entrada custa R$ 5, e a aquisição dos livros no interior da embarcação só pode ser feita com dinheiro ou cartão de crédito internacional.

 

Galeria de Fotos

Navio conta com acervo de mais de 5 mil livros em dois idiomas Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro - 21/09/2019 - O Logos Hope, a maior livraria flutuante do mundo, atracou na Zona Portuária do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Na foto acima Paulo Cesar de Oliveira e a esposa Maria Emilia de Oliveira e os filhos. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro - 21/09/2019 - O Logos Hope, a maior livraria flutuante do mundo, atracou na Zona Portuária do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro - 21/09/2019 - O Logos Hope, a maior livraria flutuante do mundo, atracou na Zona Portuária do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Na foto acima Rosane de Oliveira e a filha Valentina de 4 anos. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro - 21/09/2019 - O Logos Hope, a maior livraria flutuante do mundo, atracou na Zona Portuária do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Na foto acima Miriam Lino e Regina Helena Silva. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro - 21/09/2019 - O Logos Hope, a maior livraria flutuante do mundo, atracou na Zona Portuária do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro - 21/09/2019 - O Logos Hope, a maior livraria flutuante do mundo, atracou na Zona Portuária do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia

Comentários