Dia da mulher - Mulheres que são sucesso em sua área de atuação e inspiram outras
Dia da mulher - Mulheres que são sucesso em sua área de atuação e inspiram outrasDivulgação
Por Juarez Volotão
Búzios - Nesta segunda, dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, e apesar dos avanços conquistados ao longo do tempo e da história, uma opinião unânime entre as mulheres é que ainda falta muito a conquistar. O crescente número de mulheres a frente de secretarias, cargos públicos, posições de chefia e líderes, na área empresarial e da comunicação, prova que as incansáveis lutas pelos direitos iguais estão surtindo efeito, e mesmo que ainda não totalmente, a realidade hoje se mostra bem diferente de décadas atrás. 
'A atuação das mulheres em cargos públicos tem sido considerada de forma positiva e propõe a validação e construção de modelos de igualdade social .
A importância da Mulher para a democracia incorpora desafios de lidar com suas competências e seus diversos papéis dentro da sociedade, sendo mais específico dentro do funcionalismo público, tendo em vista que hoje grande parte dos cargos públicos e chefias são ocupados por mulheres', afirma a Secretária de Educação do Município de Armação dos Búzios, Carla Natália Trambaioli.
Publicidade
Para a empresária do ramo imobiliário e Presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública (CCS), Patrícia Cardinot, que atua como braço de auxílio a segurança pública do município de Búzios e da Região dos Lagos, os avanços são inegáveis, porém ainda existem muitos pontos para serem alcançados, conquistados e contornados: 'O preconceito com a mulher ainda é algo real e perceptível em algumas profissões, ou em quase todas. Mesmo tendo mulheres hoje trabalhando em quase tudo, elas sofrem com os olhares, com as conversinhas, com o preconceito que existe, colocando em dúvida a capacidade e a competência feminina de ser uma líder, conduzir algo e gerenciar equipes. Vemos ainda uma rejeição por parte das próprias mulheres, que deveriam se unir pela outra mulher, e na verdade, entram numa disputa desenfreada de ego e vaidade, onde quem perde é o movimento, somos nós mesmos. Deveríamos nos admirar mais, torcer mais umas pelas outras e nos unir como mulheres', declara a empreendedora, que nos confidenciou ser uma vítima desse preconceito, e ter tido que provar, com o trabalho, que é possível uma mulher ser presidente do que quiser, estar a frente de qual ramo de negócio for e ter sucesso em sua profissão. 
Joice Costa diz que estar à frente da pasta de Desenvolvimento Social Trabalho e Renda é desafiador, assim como foi estar vereadora por doze anos: 'Há sempre uma cobrança maior pelo fato de sermos mulheres, se somos capazes, se daremos conta com tantas outras responsabilidades, como ser mãe, dona de casa e chefe de família. Mas temos nos surpreendido com nós mesmas, na superação de um dia após o outro, após a incerteza, após a insegurança, principalmente quando somos tomadas por uma força interior e com a que vem de Deus, que somos capazes de irmos até onde quisermos', afirma a Secretária. 
Publicidade
Para a jovem radialista Aline Martins, que tem se destacado a frente do programa 'A tarde é Nossa', diariamente, ao vivo na Nossa Rádio 102,5 FM, a Região dos Lagos é um celeiro de artistas e de mulheres lindas e divas, verdadeiras guerreiras, que com oportunidade tem mostrado o seu trabalho: 'Como gaúcha, fui abraçada na Região e vamos, aos poucos, mudando esse paradigma de que mulher não pode ser amiga ou admirar a outra. Precisamos e vamos sim, ajudar, apoiar e levantar outras mulheres. Trago casos de mulheres vítimas de violência doméstica, aprisionadas a um cativeiro moral e familiar, mulheres com depressão, desempregadas ou ainda sem esperança. Tento levar todos os dias alegria, mensagens positivas, paz, muita luz e claro, mostrar que é possível dar a volta por cima, vencer uma timidez, como foi o meu caso, e brilhar, fazendo o que se ama', vibra a comunicadora, que também é empresária da beleza. 
A Secretária de Educação de Búzios, Carla Natália Trambaioli, revela que o fato de ser uma mulher atuante no cenário religioso e educacional na cidade, por exercer o ofício do magistério há 30 anos e ter o trabalho reconhecido dentro do município, contribuiram para o enfrentamento de uma intolerância velada existente no meio em que atuo e que as consequências geradas em função da pandemia da COVID -19 está sendo outro fator desafiador durante os 60 dias de gestão na Educação: 'A posição de gestora da pasta da Secretaria de Educação exige lidar com expectativas culturais e comportamentais que a sociedade espera em relação ao comportamento feminino . As mesmas características não são exigidas de uma chefia masculina, pois geralmente se espera apenas força e competência.
Minhas habilidades estão sendo construídas em busca de uma liderança que inspire minha equipe e que a faça acreditar no seu potencial , buscando em tempos de empoderamento feminino , se ater da sensibilidade de uma visão atenta ao objetivo principal que é desenvolver uma Educação Emancipadora', enfatiza. 
Publicidade
Segundo a Luciana Vieira, Controladora geral de Armação dos Búzios, as mulheres têm se destacado em todas as áreas ao longo dos anos e isso se dá pela busca do conhecimento e não pelo gênero: 'Eu entendo que uma liderança precisa cuidar da sua equipe, e estar aberta ao ouvir os anseios de seus colegas.
Já vi muitos homens agindo com discriminação aos posicionamentos de uma mulher líder, porém isso tem sido diferente nos últimos tempos. Tenho orgulho de falar que no Município de Armação dos Búzios as mulheres tem voz e são respeitadas em seus posicionamentos técnicos, pessoais e profissionais', comemora a controladora. 
Para a primeira-dama e Secretária da Mulher, Daniele Martins, é preciso mudar essa imagem de que a mulher é frágil e incapaz: 'Diferente disso, acredito que a sensibilidade da mulher faz diferença na tomada de decisão. Penso que a mulher possui muitas competências assim como os homens, mas infelizmente estamos em um país com muito preconceito contra as mulheres. É uma superação a cada dia.
Fico muito feliz e orgulhosa de estar a frente da secretaria da mulher e do Idoso e neste dia das mulheres poder inaugurar nossa sede, isto é um marco de que neste governo a mulher terá vez e voz', afirma ela com Exclusividade ao O Dia.