Luiza Brunet
Luiza Brunet Reprodução
Por O Dia
Luiza Brunet completa 59 anos no final de maio e falar de sexo não é um tabu para a modelo e atriz. Mãe de Yasmin e Antônio Fernandez assume que sempre foi uma pessoa muito sexualizada. "Sexo, independentemente da idade, se você tiver uma vida saudável, cuidar do corpo, da mente, se exercitar, ter uma vida regrada, vai ter uma qualidade muito boa, seja jovem, madura ou na terceira idade. Sou exemplo disso. Tenho 59 anos, o sexo sempre foi bom, sempre fui uma pessoa muito sexualizada. Não vejo nenhum pré-requisito para que a gente possa ser feliz e ter muitos orgasmos na vida madura. Sexo é muito importante. É rápido, momentâneo, mas um prazer insubstituível.”
Ela também assume que já foi chamada de 'velha, caída' e mesmo assim prefere envelhecer 'ao natural'. "Já me importei com esse tipo de comentário, hoje não me preocupo mais. É muito bonito ter dignidade de envelhecer naturalmente, bonita e saudável. Não curto muito a moda de harmonização o tempo todo, fiz pequenas coisas estéticas, um mini lifting suave, um preenchimento labial, mas não curti muito que ficou um pouco diferente", conta em entrevista ao Gshow. 
Publicidade
Luiza também revelou que abandonou trabalhos quando era modelo por se recusar a fazer sexo com seus empregadores. "Comecei a trabalhar no final da década de 70 para 80 como modelo. Era naturalizado os patrões contratantes quererem fazer o teste do sofá. Na minha época a gente tinha que se safar da maneira que achava correta, me posicionava. Muitas vezes abandonei trabalho no meio, porque não admitia que eu tivesse que fazer teste do sofá ou qualquer coisa do gênero".