Casa própria a partir de R$ 131 mil

Construtoras oferecem quase 7 mil unidades pelo Minha Casa, Minha Vida

Por Cristiane Campos

Unidades pelo Minha Casa, Minha Vida, a partir de R$ 145 mil, em Padre Miguel, Zona Oeste do Rio
Unidades pelo Minha Casa, Minha Vida, a partir de R$ 145 mil, em Padre Miguel, Zona Oeste do Rio -
 As medidas anunciadas pela Caixa, entre elas o financiamento do ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) e das custas cartorárias para quem comprar um imóvel, além do balanço apontando que junho foi o melhor mês dos últimos quatro anos da instituição financeira, mesmo com pandemia, reforçam que o setor está reagindo. E os lançamentos, principalmente pelo programa Minha Casa, Minha Vida, permanecem, com quase 7 mil unidades previstas até dezembro. A Eólica Engenharia vai fazer, neste final de semana, o lançamento virtual do Residencial Quinta Real, em Padre Miguel. O empreendimento vai contar com 240 unidades, lazer completo e segurança. Os apartamentos custam a partir de R$ 145 mil. É o segundo lançamento da construtora este ano. O primeiro foi em janeiro, o Quinta do Ingá com 260 unidades.

Já a Riviera Construtora prevê lançar, também de forma online no dia 10, a segunda fase do Central Park Riviera, bairro planejado em Duque de Caxias. Serão 480 unidades com valores a partir de R$ 133 mil. “O anúncio da Caixa só vem comprovar o que nós já estamos vivenciando. O mês de junho está sendo o melhor mês para a Riviera em comparação ao mesmo período de 2019. A grande notícia da inclusão do ITBI nos financiamentos imobiliários é muito importante porque, muitas vezes, o cliente do Minha Casa, Minha Vida não tem acesso a esse valor que é geralmente de 3%, 4% do imóvel. Hoje, a Caixa financiando, com certeza, vai ser um grande diferencial de vendas para o cliente ter acesso à casa própria. Para mim foi uma grande notícia, é a cereja do bolo. Só não vai comprar o imóvel hoje quem realmente não quiser”, analisa Jamille Cavalcante Dias, diretora de Marketing e de Vendas da Riviera.

A Vitale está fazendo os ajustes finais para lançar este mês o Vitale Eco, em Vargem Grande, também pelo Minha Casa, Minha Vida. O condomínio terá 406 unidades entre casas e apartamentos, incluindo unidades garden (com quintal exclusivo), com preços a partir de R$ 169 mil. Serão mais de 6 mil metros quadrados de área de lazer ao ar livre, que vem ao encontro deste “novo normal” imposto pela pandemia do novo coronavírus.

Seguindo um cronograma ousado de lançamentos está a CAC Engenharia, com 17 projetos pelo programa, entre Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, totalizando 5.802 unidades e VGV (Valor Geral de Vendas) que ultrapassa R$ 900 milhões. No estado do Rio, as oportunidades estão na Baixada Fluminense e em São Gonçalo. A construtora lançou, recentemente, o Vista Park, em Belford Roxo, em parceria com a Jeronimo da Veiga. O empreedimento é pela faixa 1,5 do programa habitacional. As unidades são vendidas a partir de R$ 131 mil e os compradores vão ganhar o ITBI e o registro.

Oportunidades na Região Serrana

Condomínio Cenário dos Pássaros, em Teresópolis, terá apartamento garden por R$ 180 mil - Divulgação
A Riooito Incorporações, com projetos na Região Serrana, está comercializando as unidades do Cenário dos Pássaros, em Teresópolis, com todas as unidades, incluindo as gardens, sendo vendidas pelo valor de R$ 180 mil. “A medida da Caixa veio para somar e é um esforço do governo para ajudar realmente as famílias, principalmente as que têm renda mais baixa. Vale lembrar que muitas construtoras que têm empreendimentos pelo Minha Casa, Minha Vida faixa dois já facilitavam esse pagamento, contemplando no valor do imóvel os custos com a documentação. Isso porque, dependendo da renda familiar, ficava muito difícil para a pessoa pagar à vista os valores da documentação na hora da assinatura do contrato. Agora, com a possibilidade de financiar os valores junto com a prestação do imóvel, ficará muito melhor, pois será mais uma facilidade para o cliente”, afirma Mariliza Fontes Pereira, CEO da empresa.

Comentários